Francisco Roberto de Albuquerque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Francisco Roberto de Albuquerque
Dados pessoais
Nascimento 17 de maio de 1937 (84 anos)
São Paulo São Paulo
Morte
Maria Antonina Albuquerque
Vida militar
Força Exército
Anos de serviço 28/02/1953 a 08/03/2007 (54 anos)
Hierarquia General do Exército.gif
General de exército
Comandos

Francisco Roberto de Albuquerque (São Paulo, 17 de maio de 1937) é um general-de-exército brasileiro, que foi Comandante do Exército entre 2003 e 2007.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ingressou na carreira militar em 19 de outubro de 1953, na Escola Preparatória de São Paulo, seguindo depois para a Academia Militar das Agulhas Negras, onde graduou-se aspirante-a-oficial de artilharia em 19 de dezembro de 1958.

Foi promovido a segundo tenente em 25 de agosto de 1959, a primeiro tenente em 25 de agosto de 1961 e a capitão em 25 de dezembro de 1965.

Ascendeu ao posto de major em 25 de dezembro de 1974. Posteriormente, foi promovido a tenente-coronel em 31 de agosto de 1980 e a coronel em 31 de agosto de 1984.

Foto do então Coronel Albuquerque, Comandante do 2º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado

Comandou o 2º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado, em Itu, no período de 27 de janeiro de 1984 a 31 de janeiro de 1986.[1]

Em seguida, serviu no Gabinete do Ministro do Exército e foi chefe da Comissão do Exército Brasileiro em Washington.

Promovido a general de brigada em 31 de março de 1991, comandou a 11ª Brigada de Infantaria Blindada, em Campinas, no período de 6 de maio de 1994 a 14 de novembro de 1995.[2]

Ascendeu a general de divisão em 25 de novembro de 1995. Trabalhou na MOMEP (Missão de Paz para o Equador e o Peru) e foi Secretário-Geral do Exército, entre 16 de abril de 1997 e 12 de abril de 2000.[3]

Promovido a general de exército em 31 de março de 2000, foi Comandante Militar do Sudeste, em São Paulo, entre 9 de maio de 2001 e 30 de dezembro de 2002.[4]

Após a eleição do presidente Luís Inácio Lula da Silva, foi escolhido para o cargo de Comandante do Exército Brasileiro.

Permaneceu à frente da Força Terrestre entre 1 de janeiro de 2003 e 8 de março de 2007[5], quando passou a função para o general-de-exército Enzo Martins Peri.

Vive atualmente em Itu.

Em 22 de abril de 2007 assumiu o cargo de Conselheiro da Petrobrás.[6]

Referências

  1. «Galeria dos antigos comandantes do Regimento Deodoro». Consultado em 26 de setembro de 2021 
  2. «Antigos Comandantes da 11ª Brigada de Infantaria Blindada». Consultado em 19 de julho de 2021 
  3. «Galeria de Secretários». Consultado em 30 de outubro de 2020 
  4. «Galeria dos antigos Comandantes do CMSE». Consultado em 30 de outubro de 2020 
  5. «Galeria dos Ex-Ministros e Ex-Comandantes do Exército». Consultado em 26 de setembro de 2021 
  6. «Dados cadastrais da Petrobrás» 


Precedido por
Luiz Mario Portocarrero de Castro Sá Freire
2GACL.png
42º Comandante do Regimento Deodoro

1984 — 1986
Sucedido por
João Gonçalves Soares
Precedido por
Arby Ilgo Rech
CMSE.png
38º Comandante Militar do Sudeste

2001 - 2002
Sucedido por
Sérgio Pereira Mariano Cordeiro
Precedido por
Gleuber Vieira
Coat of arms of the Brazilian Army.svg
2º Comandante do Exército

2003 — 2007
Sucedido por
Enzo Peri