Joaquim da Silva Tavares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joaquim da Silva Tavares
Barão de Santa Tecla
Presidente do Rio Grande do Sul
Período de 9 de agosto
a 7 de dezembro de 1888
Antecessor Rodrigo de Azambuja Vilanova
Sucessor Joaquim Galdino Pimentel
Dados pessoais
Nascimento 28 de janeiro de 1830
Herval
Morte 17 de novembro de 1900 (70 anos)
Bagé
Partido Partido Conservador
Profissão

Joaquim da Silva Tavares, o Barão de Santa Tecla, (Herval, 28 de janeiro de 1830Bagé, 17 de novembro de 1900) foi um nobre e um político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de João da Silva Tavares, o Barão de Serro Alegre (nascido em Herval em 12 de março de 1792 e foi batizado em 8 de abril de 1792. Faleceu em Porto Alegre em 28 de março de 1872 de cistite crônica) e Umbelina Bernarda de Assunção Nunes (nascida em Herval em 28 de abril de 1802 e foi batizada em 24 de junho de 1802 em Rio Grande. Faleceu em Bagé em 27 de junho de 1886), filha de Bonifácio José Nunes e Gertrudes Bernarda da Assunção, em 1817 em Herval.

Casou-se em 15 de maio de 1857 com Amélia Gomes de Melo, herdando o título de baronesa (nascida em Rio Grande em 23 de maio de 1836. Faleceu em Bagé em 18 de novembro de 1906, filha de João Gomes de Melo e Cristina Amália Soares. Tiveram uma numerosa prole de 14 filhos.

Foi 1º vice-presidente da província do Rio Grande do Sul, assumindo a presidência de 9 de agosto a 7 de dezembro de 1888.

Títulos nobiliárquicos e honrarias[editar | editar código-fonte]

Barão de Santa Tecla[editar | editar código-fonte]

Título conferido pelo Imperador D. Pedro II, por decreto imperial em 30 de janeiro de 1886, por serviços prestados ao Império. Faz referência à Santa Tecla, das igrejas católicas apostólica e ortodoxa.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • [RHEINGANTZ 1993] RHEINGANTZ, Carlos G. Famílias Primeiras de Bagé - Fascículo I – Título 30 – Silva Tavares. Bagé: EDIURCAMP. 1993. 76p.
  • [DIÁRIO POPULAR] NASCIMENTO, Heloísa Assumpção. Santa Tecla do Capão do Leão. Pelotas: Diário Popular, 30 de setembro de 1984.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Rodrigo de Azambuja Vilanova
Presidente da província do Rio Grande do Sul
1888
Sucedido por
Joaquim Galdino Pimentel
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.