Afonso de Albuquerque Maranhão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Afonso de Albuquerque Maranhão (século XVIII10 de julho de 1836) foi um político brasileiro, senador do Império do Brasil de 1826 a 1836.

Teve participação no governo de Pernambuco, estudada com mais pormenores nos verbetes sobre a Confederação do Equador e Frei Caneca. Faleceu em 10 de julho de 1836.

Era filho de Inácia Maria da Conceição Ribeiro e de outro Afonso de Albuquerque Maranhão. Era casado com Maria Ana Francisca de Paula Cavalcante de Albuquerque e Melo (c. 1788 - Ipojuca, 21 de março de 1879[1]), filha de outra Maria Ana Francisca de Paula Cavalcante de Albuquerque (irmã do Visconde de Albuquerque) do coronel Francisco do Rego Barros, com quem teve vários filhos, entre os quais, Mariana Francisca Cavalcante do Rego Barros, que, por seu casamento com seu tio materno, Francisco do Rego Barros, era Condessa da Boa Vista.[2][3]

Referências

  1. «Fallecimentos». memoria.bn.br. Jornal do Recife. 26 de março de 1879. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  2. Cavalcanti de Albuquerque, Orlando (14 de novembro de 1965). «Genealogia & História». memoria.bn.br. Diário de Pernambuco. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  3. «Árvore genealógica de Maria Anna Francisca de Paula Cavalcanti de Albuquerque [2ª]». parentesco.com.br. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
Precedido por
Presidente da província de Pernambuco
Sucedido por
Francisco Pais Barreto
Precedido por
Francisco José Meira
Presidente da província da Paraíba
1834
Sucedido por
Bento Correia de Lima


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.