Martin Kližan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tenista Martin Kližan
Klizan RG13 (3) (9384392519).jpg
País  Eslováquia
Residência Bratislava, Eslováquia
Data de nasc. 11 de julho de 1989 (26 anos)
Local de nasc. Bratislava, Eslováquia
Profissionalização 2007
Prize money US$ 2,382,183
Simples
Vitórias-Derrotas 100–96
Títulos 3
Melhor ranking Nº 24 (27 de Abril de 2015)
Resultados de Grand Slam
Open da Austrália 3R (2014)
Open da França 3R (2014)
Wimbledon 2R (2012)
U.S. Open 4R (2012)
Duplas
Vitórias-Derrotas 29–40
Títulos 3
Melhor ranking Nº 73 (4 de Maio de 2010)
Resultados de Grand Slam de Duplas
Open da Austrália 2R (2013)
Open da França 1R (2013)
Wimbledon 1R (2012, 2013)
U.S. Open 1R (2012, 2013)
Última atualização em: 15 de Junho de 2015.

Martin Kližan (Bratislava, 11 de Julho de 1989) é um tenista profissional eslovaco,[1] que já conquistou quatro títulos de torneios ATPs em simples, sendo que três em eventos 250 e um em 500.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Júnior[editar | editar código-fonte]

O eslovaco Martin Klizan conquistou o Torneio de Roland Garros juvenil em 2006.

2012[editar | editar código-fonte]

O bom momento de Klizan em 2012 começou em julho. Desde então, alcançou as semifinais do ATP 250 de Kitzbuhel, foi campeão do Challenger de San Marino e derrubou Jo-Wilfried Tsonga no US Open, onde avançou até as oitavas de final.

No final de setembro de 2012, Martin Klizan, então número 45 do mundo, conquistou seu primeiro título de nível ATP na carreira. O eslovaco derrotou o italiano Fabio Fognini por 6/2 e 6/3 e levantou o troféu do ATP 250 de São Petersburgo, na Rússia.[3]

2013[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de julho de 2013, o eslovaco Martin Klizan conquistou seu primeiro título ATP de duplas na carreira. Onde, jogando ao lado do espanhol David Marrero, foi campeão do ATP de Umag, na Croácia, ao vencer na final a parceria formada pelo norte-americano Nicholas Monroe e o alemão Simon Stadler por 6-1, 5-7 e 10-7.

2014[editar | editar código-fonte]

No início de maio de 2014, o título do ATP 250 de Munique acabou nas mãos de Martin Klizan. Pois, então número 111 do mundo, ele superou o italiano Fabio Fognini de virada por 2/6, 6/1 e 6/2 e conquistou seu segundo segundo troféu da carreira em torneios de nível ATP. Coincidentemente, o primeiro título ATP na carreira de Klizan também foi conquistado em uma final contra Fognini.[4]

No final de maio, Martin Klizan conquistou seu segundo título ATP de duplas na carreira. Pois, jogando ao lado do austríaco Philipp Oswald, venceu o dueto formado pelos experientes Rohan Bopanna e Aisam-ul-Haq Qureshi por 6-2 e 6-0 e conquistou o ATP 250 de Nice.

No final da temporada de 2014, Klizãn chegou a semifinal do ATP 500 de Pequim, depois de ter derrotado nas quartas de final o então n° 2 do ranking mundial Rafael Nadal em três sets, com parciais de 6-7 (4), 6-4 e 6-3.[5]

2015[editar | editar código-fonte]

No final de janeiro de 2015, a parceria formada pelo eslovaco Martin Klizan e pelo austríaco Philipp Oswald bateu o espanhol Pablo Andujar e o austríaco Oliver Marach e conquistou o título de duplas do Rio Open, no Brasil. Klizan e Oswald precisaram de 1h24 e dois sets para selarem o triunfo com parciais de 7/6 (3) e 6/4. Foi o segundo troféu da ATP levantado pela dupla, que venceu, em Nice, no ano anterior. Para chegar ao título, Klizan e Oswald superaram os brasileiros Fabiano de Paula e Marcelo Demoliner, a dupla formada pelo uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol David Marrero e, na fase semifinal, os colombianos campeões do torneio em 2014, Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.[6] Esse foi o terceiro troféu ATP de duplas conquistado por Klizan.

Na segunda semana de abril de 2015, o eslovaco Martin Klizan conquistou seu terceiro título ATP da carreira ao vencer o espanhol Daniel Gimeno-Traver na final do ATP 250 de Casablanca por 2 sets a 0, com um duplo 6-2, e 1h15min de partida.[7]

2016[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2016, a grande semana de Martin Klizan no ATP 500 de Roterdã terminou com a conquista do quarto título de ATP para o canhoto, sendo o primeiro em nível 500. Depois de salvar oito match points nos últimos dois dias, o eslovaco encerrou a campanha em grande estilo e derrotou o francês e número 18 do mundo Gael Monfils por 6/7 (1-7), 6/3 e 6/1 em 1h59 de partida disputada em quadra dura e coberta. Para chegar ao título, nas duas primeiras rodadas, Klizan venceu os veteranos e ex-top 10 Tommy Robredo e Marcos Baghdatis. A partir das quartas, ele viveu momentos ainda mais intensos em quadra, ao salvar cinco match points contra Roberto Bautista Agut e outros três contra Nicolas Mahut.[8]

ATP Tour finais[editar | editar código-fonte]

Simples: 4 (4 títulos)[editar | editar código-fonte]

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 Series (1–0)
ATP World Tour 250 Series (3–0)
Finais por Piso
Duro (2–0)
Saibro (2–0)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Resultado N. Data Torneio Piso Oponente Placar
Campeão 1. 23 de setembro de 2012 St. Petersburg Open, São Petersburgo, Rússia Duro (i) Itália Fabio Fognini 6–2, 6–3
Campeão 2. 4 de maio de 2014 BMW Open, Munique, Alemanha Saibro Itália Fabio Fognini 2–6, 6–1, 6–2
Campeão 3. 12 de abril de 2015 Grand Prix Hassan II, Casablanca, Marrocos Saibro Espanha Daniel Gimeno-Traver 6–2, 6–2
Campeão 4. 14 de fevereiro de 2016 ATP Rotterdam, Roterdã, Holanda Duro (i) França Gaël Monfils 6–7(1–7), 6–3, 6–1

Duplas: 3 (3 títulos)[editar | editar código-fonte]

Legenda
Grand Slam (0–0)
ATP World Tour Finals (0–0)
ATP World Tour Masters 1000 (0–0)
ATP World Tour 500 Series (1–0)
ATP World Tour 250 Series (2–0)
Finais por Piso
Duro (0–0)
Saibro (3–0)
Grama (0–0)
Carpete (0–0)
Resultado N. Data Torneio Piso Parceiro Oponentes Placar
Campeão 1. 27 de julho de 2013 ATP de Umag, Umag, Croácia Saibro Espanha David Marrero Estados Unidos Nicholas Monroe
Alemanha Simon Stadler
6–1, 5–7, [10–7]
Campeão 2. 24 de maio de 2014 Open de Nice Côte d'Azur, Nice, França Saibro Áustria Philipp Oswald Índia Rohan Bopanna
Paquistão Aisam-ul-Haq Qureshi
6–2, 6–0
Campeão 3. 21 de fevereiro de2015 Rio Open, Rio de Janeiro, Brasil Saibro Áustria Philipp Oswald Espanha Pablo Andújar
Áustria Oliver Marach
7–6(7–3), 6–4

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Martin Klizan | Overview | ATP World Tour | Tennis» (em inglês). ATP World Tour. Consultado em 2016-02-15. 
  2. «Martin Klizan | Titles and Finals | ATP World Tour | Tennis» (em inglês). ATP World Tour. Consultado em 2016-02-15. 
  3. «Eslovaco conquista São Petersburgo e levanta primeiro troféu na carreira». globoesporte.com. Consultado em 2016-02-15. 
  4. «TenisBrasil - Klizan surpreende Fognini e triunfa em Munique». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 2016-02-15. 
  5. «Azarão, Klizan vence Nadal e vai às semifinais do ATP 500 de Pequim». Terra. Consultado em 2016-02-15. 
  6. «Eslovaco e austríaco conquistam título de duplas do ATP 500 do Rio de Janeiro». AHE! Portal de Esportes Olímpicos. Consultado em 2016-02-15. 
  7. «Em Casablanca, Klizan vence Gimeno-Traver e conquista 3º título da carreira». Terra. Consultado em 2016-02-15. 
  8. «TenisBrasil - Klizan coroa grande semana com seu maior troféu». TenisBrasil, a cobertura completa do circuito do tênis está aqui. Consultado em 2016-02-15.