Maurício Reis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maurício Reis
Informação geral
Nome completo João Maurício da Costa
Também conhecido(a) como Poeta do cravo branco, Poeta das rosas
Nascimento 1942
Origem Santa Rita, PB
País  Brasil
Data de morte 22 de julho de 2000 (58 anos)
Período em atividade 1973-2000
Gravadora(s) Phonogram

João Maurício da Costa (Santa Rita, 1942Bonito, 22 de julho de 2000), conhecido artisticamente por Maurício Reis, foi um cantor brasileiro.

Era representante do estilo conhecido como brega. Em 29 anos de carreira, gravou 27 álbuns, entre LPs e CDs.

Seu LP Fim de Noivado (1973), curiosamente, que contém "Verônica", foi produzido por Luís Paulo e Hyldon — autor de "Na rua, na chuva, na fazenda" — sucesso regravado já nos anos 2000 pela banda Kid Abelha — e "As Dores do Mundo".

Maurício veio a falecer em 22 de julho de 2000, aos 58 anos de idade, num acidente automobilístico ocorrido no município pernambucano de Bonito, causado pelas fortes chuvas que caíam na região, inundando a pista da PE-109 e provocando uma derrapagem que jogou seu carro (um Fiat Tempra) na barragem do Prata. Curiosamente, a canção "Lenço Manchado de Sangue" (de Isaías Sousa), que consta do LP Fim de Noivado, conta a história de um acidente de carro. Seu filho, o tecladista Maurício Inácio Costa, dirigia o carro no momento do acidente, e conseguiu sobreviver.

A família do cantor está processando o Departamento de Estradas de Rodagem pela falta de sinalização na estrada, o que teria sido causa do desastre.[1]

Referências

  1. «Família de Maurício Reis decide processar o DER». Jornal do Commercio on-line. Universo Online. 24 de julho de 2000. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.