Mausoléu de Ruhollah Khomeini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mausoléu do Ayatolá Khomeini

O Mausoléu do Ayatolá Khomeini abriga o túmulo de Ruhollah Khomeini e sua família - sua esposa Khadijeh Saqafi e seu segundo filho, Ahmad Khomeini - e algumas figuras políticas como o ex-presidente Akbar Hashemi Rafsanjani, o ex-vice-presidente Hassan Habibi, o tenente-general Ali Sayad Shirazi, Sadeq Tabatabaei e Marzieh Hadidchi. Está localizado ao sul de Teerã no cemitério Behesht-e Zahra (o paraíso de Zahra). A construção começou em 1989 após a morte de Khomeini em 3 de junho. Ainda está em construção, mas quando completado será a peça central em um complexo espalhado em 20 quilômetros quadrados,[1] que contemplará um centro cultural e turístico, uma universidade para estudos islâmicos, um seminário, um shopping center e um estacionamento de 20.000 carros.[2][1] O governo iraniano teria gasto 2 bilhões de dólares para desenvolver o complexo.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Khomeini Tomb». Consultado em 8 de junho de 2017. Arquivado do original em 26 de junho de 2009 
  2. a b Khomeini's Tomb Attracts Pilgrims - New York Times

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mausoléu de Ruhollah Khomeini
Ícone de esboço Este artigo sobre o Irã é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.