Medalha de Valor (Israel)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Medalha de Valor
עיטור הגבורה
Medalha de Valor
MedalofValor.jpg
Classificação
País  Israel
Outorgante Forças de Defesa de Israel
Tipo Medalha Militar
Descritivo "Realização de um ato supremo de valor diante do inimigo ao risco da própria vida"
Agraciamento Militar
Condição Ativa
Criação 1970 (48 anos)
Hierarquia
Inferior a Medalha de Coragem
Imagem complementar
Medal of Valor.svg
Observação
Barreta

A Medalha de Valor (em hebraico: עיטור הגבורה, Itur HaGvura) é a mais alta condecoração militar israelense.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A concessão da Medalha de Valor é feita pelo Ministro da Defesa, após recomendação do Chefe de Estado-Maior[1], para condecorar atos de supremo heroísmo em face do inimigo, ao risco da própria vida[2].

A medalha foi criada em 1970 pelo Knesset - o parlamento de Israel - como substituição à condecoração denominada Herói de Israel, que foi concedida durante a Guerra civil no Mandato da Palestina e a Guerra árabe-israelense de 1948. Condecorações com essa medalha também foram feitas retroativamente por ações anteriores a 1970 e todos aqueles já condecorados como Heróis de Israel automaticamente receberam a Medalha de Valor.

Design[editar | editar código-fonte]

A Medalha de Valor foi criada por Dan Reisinger no formato de uma Estrela de David. No obverso, uma espada e um ramo de oliveira decoram o lado esquerdo, com o reverso liso. A medalha está atrelada a uma fita amarela, referência à estrela amarela que os judeus foram forçados a usar durante o Holocausto[3].

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • John D. Clarke, Gallantry Medals & Awards of the World, p. 108

Referências

  1. «Decorations». Israeli Decorations. Consultado em 30 de abril de 2017. 
  2. «Medal of Valor». Israeli Decorations. Consultado em 30 de abril de 2017. 
  3. HASSELBACH, Christoph (1 de setembro de 2016). «"Estrela de judeu", símbolo de discriminação e morte». Deutsche Welle. Consultado em 30 de abril de 2017.