Melanto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Melanto (em grego: Μέλανθος, transl. Mélanthos) de Pilos, filho de Andropompo, [1] foi, na mitologia grega, um rei na Messênia. Foi deposto e exilado pelos Heráclidas, e tornou-se posteriormente rei de Atenas, sucedendo a Timetes no cargo. Seu sucessor foi Codro.

Quando os heráclidas expulsaram os descendentes de Nestor da Messênia, seus líderes eram:[2]

Pausânias ignora o destino deste Pisístrato, filho de Pisístrato, mas os outros descendentes de Neleu se estabeleceram em Atenas; deles descendem as famílias atenienses dos Paeonidae e dos Alcmeônidas.[4]

Existem versões diferentes sobre como ele se tornou rei, sucedendo Timetes.

Segundo Pausânias, quando os heráclitas tomaram o Peloponeso, [2] Melanto, junto com outros exilados, foi para Atenas, e lá derrubou Timetes, tornando-se rei.[4]

De acordo com o texto bizantino Suda, houve um conflito de fronteiras entre Atenas e a Beócia. Xanto desafiou Timetes para um duelo, que não aceitou; mas Melanto aceitou lutar por Atenas. Melanto usou de um truque sujo, e matou Xanto. Este evento era comemorado em Atenas no festival de três dias chamado Apatouria.[5]

Seu sucessor foi seu filho Codro, o último rei de Atenas.[1]

Um outro personagem de nome Melanto foi um dos companheiros de navio de Acetes, durante sua tentativa de raptar o deus Dioniso.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
Timetes
Rei de Atenas
Sucedido por
Codro


Árvore genealógica dos descendentes de Neleu que migraram para Atenas:

Neleu
Periclímeno
Nestor
Pentilo
Pisístrato
Antiloco
Trasimedes
Borus
Pisístrato
Paeon
Sillus
Andropompo
filhos
Alcmeão
Melanto
Paeonidae
Alcmeônidas
Codro


Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.