Memória, o coração

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Memória, o coração
Autor Frida Kahlo
Data 1937
Gênero Arte naïf
Técnica tinta a óleo
Dimensões 40 centímetros x 28,3 centímetros
Localização Coleção de Michel Petitjean, em Paris

Memória, o coração é uma pintura de Frida Kahlo, realizada em 1937. Retrata a dor e a angústia da artista durante e após uma relação extraconjugal entre seu marido, o artista Diego Rivera, e sua irmã, Cristina Kahlo. A pintura é também conhecida como Recuerdo.[1]

Produzido com óleo sobre metal, com 40 centímetros de altura e 28 centímetros de largura, o quadro integra a coleção de Michel Petitjean, em Paris.[2]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Trata-se de um autorretrato, em que Kahlo aparece numa praia, ao lado do mar, com um pé na areia e outro no mar, olhando para a frente, com a face sem expressão coberta de lágrimas. Um metal atravessa seu peito, num espaço vazio. O metal tem uma imagem do Cupido nas duas pontas, como se estivesse em uma gangorra.

O coração de Kahlo aparece como um órgão em sangue, mutilado, fora de seu corpo. Sangue escorre dele e mistura-se com a areia e o mar. Dois vestidos estão ao lado da pintora, o de uma colegial e outro tradicional da cultura mexicana. Contêm cada um o pedaço de um braço. O braço que sai do vestido de uma colegial tenta tocar Kahlo, mas não a alcança; o outro vestido apoia a pintora, sem braço e imóvel.[3][1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Memory, the Heart, 1937 by Frida Kahlo» 
  2. «Memory, Recuerdo, Frida Kahlo, C0180». www.fridakahlofans.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2019 
  3. Torton Beck, Evelyn (2006). "Kahlo's World Spilt Open". Feminist Studies. 32: 54–81.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]