Memorial Irmã Dulce

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Memorial Irmã Dulce
Quarto com objetos pessoais de Irmã Dulce.
Tipo Memorial
Inauguração 1993 (24 anos)
Administração
Proprietário(a) Obras Sociais Irmã Dulce
Geografia
Coordenadas 12° 56' 5.71" S 38° 30' 24.73" O
Localidade Praça Irmã Dulce (antiga Praça da Bandeira), Bairro Roma
Cidade Salvador
País  Brasil

O Memorial Irmã Dulce (MID) é uma exposição permanente sobre a vida e a obra da freira baiana Irmã Dulce, que tem a função de guardar e divulgar o seu legado.[1] Foi inaugurado em Salvador em 1993,[2] um ano após sua morte, e recebe cerca de vinte mil visitas anuais.[3] O memorial está localizado num prédio anexo ao Convento Santo Antônio, na sede das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), no bairro Roma.[2]

Em 2014, o Memorial recebeu 100 mil visitantes, um aumento de 26% em relação ao ano anterior.[carece de fontes?]

Fundação[editar | editar código-fonte]

A inauguração do Memorial Irmã Dulce foi viabilizada por doações de empresários e idealizada por admiradores, amigos e familiares da Irmã.[4] O local também faz parte de um projeto da Superintendência de Fomento ao Turismo do Estado da Bahia (Bahiatursa), com apoio do Sindicato das Empresas de Turismo da Bahia, que busca incluir o estado da Bahia no roteiro de turismo religioso no País.[5]

Exposição[editar | editar código-fonte]

A exposição consiste em uma visita ao quarto da Irmã Dulce e uma ida ao túmulo da religiosa, localizado na Capela das Relíquias, no Santuário da Bem-aventurada Dulce dos Pobres, onde seu corpo está desde 2010. Em seu quarto, protegido por uma redoma de vidro, é possível observar a cama, escrivaninha, prêmios e estatuetas que ela guardava consigo e a cadeira onde dormiu nos últimos 30 anos de sua vida devido ao cumprimento de uma promessa. São nove mil objetos ao todo. Entre os mais significantes, está a estatueta de Santo Antônio[desambiguação necessária], do século XVIII, que pertencia a família da freira e para o qual ela rezava.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Memorial Irmã Dulce». bahia.com.br. Consultado em 26 de setembro de 2017 
  2. a b «Memorial Irmã Dulce». OSID - Obras Sociais Irmã Dulce. Arquivado do original em 20 de abril de 2014 
  3. Botto, Fabio. «Memorial Irmã Dulce - Bahia». www.catolicismoromano.com.br. Consultado em 26 de setembro de 2017 
  4. «Memorial Irmã Dulce». www.museubrasil.org. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  5. «Memorial Irmã Dulce, porta de entrada do turismo religioso em Salvador». Amaivos. 1 de Setembro de 2005. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  6. Oliveira, Mauricio (8 de maio de 2013). «Memorial Irmã Dulce, a bem aventurada Dulce dos Pobres - Viagens Possíveis». Viagens Possíveis 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Memorial Irmã Dulce