Miguel Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Miguel Oliveira
Miguel Oliveira, Entrevista Lusa Março2021 (cropped).png
Nacionalidade português
Data de Nascimento 04 de janeiro de 1995 (27 anos)[1]
Natural de Pragal, Almada
Portugal
Website www.oliveira88.com
Registros no MotoGP
Equipe Atual Red Bull KTM Factory Racing
Moto # 88

Miguel Ângelo Falcão de Oliveira (Almada, 4 de Janeiro de 1995, 27 anos)[1] é um piloto de motociclismo português que participa na categoria de MotoGP com a equipa Red Bull KTM Factory Racing.[2]


Ganhou experiência em Moto3, tendo corrido na equipa da Estrella Galicia 0,0 em 2012 e na Mahindra Racing team em 2013 e 2014.[3]

Em Setembro de 2014 assinou com a Red Bull KTM Ajo chegando ao título de vice-campeão em 2015.[4][5]

Depois da passagem pela Leopard no ano de estreia em Moto2 (2016), reingressou na equipa da Red Bull KTM Ajo,[6][7] a qual teve em 2017 a sua temporada de estreia na categoria intermédia, terminando a época em 3º lugar, a apenas 2 pontos do 2º classificado.[8]

No início de 2018, foi eleito Desportista do Ano, na categoria de Atleta Masculino, pela Confederação do Desporto de Portugal, assim como nomeado Embaixador Global da Integridade e Transparência no Desporto pela Sport Integrity Global Alliance (SIGA).

Durante o Grande Prémio de Jerez foi confirmado que Miguel Oliveira vai competir no MotoGP até 2020 na equipa Red Bull KTM Tech 3 com motos iguais à equipa de fábrica e irá manter o número 88.[9]

O piloto venceu, em 3 de Junho de 2018, o Grande Prémio de Itália em Moto2, sexta prova do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade, cumprindo as 21 voltas em 39.42,018 minutos.[10]

Em 2020 Miguel Oliveira alcançou a sua primeira vitoria na classe rainha do MotoGP, aos comandos da sua KTM RC16, pela equipa Tech3, no Red Bull Ring ("casa" da KTM)

No dia 22 de Novembro do mesmo ano, piloto almadense ainda na equipa Tech3 partiu da primeira posição para a 14ª e última corrida da temporada, venceu o Grande Prémio de Portimão, depois de ter conquistado também a primeira "pole position" da sua carreira e da história do motociclismo português.

Oliveira Cup[editar | editar código-fonte]

Miguel Oliveira em Sepang, 2017

Em 2017, Miguel Oliveira iniciou um projecto pedagógico pioneiro em Portugal – o Oliveira Cup.

Este Troféu Escola de Motociclismo, como o seu mentor, é dirigido a jovens dos 10 aos 14 anos de idade e tem como intuito encontrar o seu “sucessor”.

Contou no primeiro ano com 12 pilotos e prepara-se para uma nova edição, em 2018.

Pedro Fraga em 2018 campeão e Rafael Damásio ficou apenas a 2 pontos de ser campeão.

Em 2019, Pedro Fraga voltou a ser campeão mas desta vez com Diniz Borges a fixar com a 2 posição, e Rafael Damásio a voltar a ficar as 3 pontos de ser vice campeão.

Paralelamente, e com o mesmo intuito, Miguel Oliveira tem ainda um papel preponderante na preparação de jovens talentos provenientes do Oliveira Cup que se iniciam no Campeonato Nacional de Velocidade, sob a chancela da Miguel Oliveira Fan Club Racing Team.[8]

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Temp. Cat. Moto Equipa Corridas Vitórias Pódios Poles V.Ráp. Pts Pos
2011 125cc Aprilia Andalucia Banca Civica 44 11 0 0 0 0 44 14º
2012 Moto3 Suter Honda Estrella Galicia 0,0 44 17 0 2 0 0 114
2013 Moto3 Mahindra Mahindra Racing 44 17 0 1 1 3 150
2014 Moto3 Mahindra Mahindra Racing 44 17 0 1 0 0 110 10º
2015 Moto3 KTM Red Bull KTM Ajo 44 17 6 9 1 3 254
2016 Moto2 Kalex Leopard Racing 44 14 0 0 0 0 36 21º
2017 Moto2 KTM Red Bull KTM Ajo 44 18 3 9 2 3 241
2018 Moto2 KTM Red Bull KTM Ajo 44 18 3 12 0 1 297
2019 MotoGP KTM Red Bull KTM Tech 3 88 16 0 0 0 0 33 17º
2020 MotoGP KTM Red Bull KTM Tech 3 88 14 2 2 1 1 125
2021 MotoGP KTM Red Bull KTM Factory Racing 88 18 1 3 0 1 94 14º
2022 MotoGP KTM Red Bull KTM Factory Racing 88 2 1 1 0 0 25
Total 179 16 40 5 12 1523

Estatísticas de carreira[editar | editar código-fonte]

Red bull MotoGP Rookies Cup[editar | editar código-fonte]

Corridas por Ano[editar | editar código-fonte]

Year 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Pos Pts
2008 SPA1 SPA2 POR
8
FRA ITA GBR
1
NED
1
GER CZE1 CZE2 12th 58

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 2003, após a separação dos seus pais, Miguel ficou a viver com o seu progenitor, Paulo Oliveira. Mais tarde, o pai acabaria por se juntar e casar com Cristina Oliveira, tinha então Miguel 8 anos.

A madrasta tinha já dois filhos de uma relação anterior, e em 2016, Miguel iniciou uma relação amorosa com Andreia Pimenta, filha da sua madrasta[11].

Referências

  1. a b «motogp.com · Miguel Oliveira». www.motogp.com (em espanhol). Consultado em 28 de fevereiro de 2017 
  2. O Jogo (19 de Novembro de 2018). «A potência, o peso e até os travões: o que Miguel Oliveira irá encontrar na MotoGP» 
  3. Group, Global Media (22 de setembro de 2016). «Miguel Oliveira tem Moto GP à vista». O Jogo 
  4. Group, Global Media (8 de novembro de 2015). «Moto3 - Miguel Oliveira vice-campeão mundial». DN 
  5. Group, Global Media (8 de novembro de 2015). «Perfil - 20 anos e vice-campeão mundial. Quem é Miguel Oliveira». DN 
  6. Group, Global Media (13 de setembro de 2016). «Motociclismo - Miguel Oliveira na equipa oficial KTM no Mundial de Moto2 de 2017». DN 
  7. Group, Global Media (20 de fevereiro de 2017). «As novas cores de Miguel Oliveira para o Moto2». JN 
  8. a b «Miguel Oliveira #44 - Official Website». www.migueloliveira44.com. Consultado em 21 de novembro de 2017 
  9. Record.pt. «Miguel Oliveira mantém o número 88 em 2020 numa grelha com três novidades». 2019-11-19. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  10. «Miguel Oliveira vence GP Itália de Moto2» 
  11. «Miguel Oliveira apaixonado pela filha da madrasta» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]