Miodrag Pávlovitch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Miodrag Pávlovitch, em alfabeto cirílico Миодраг Павловић (Novi Sad, capital da província de Voivodina, Sérvia, 1928), é um poeta, comumente considerado um dos maiores poetas sérvios do pós-guerra[1]. Estudou em Belgrado, formando-se em medicina, onde posteriormente foi diretor de um teatro e editor de uma revista.

Um tema que ocupa Pávlovitch e muitos outros intelectuais da ex-Iugoslávia, Romênia, Bulgária, Macedônia, Grécia e Albânia, é a continuidade entre os antigos povos dos Balcãs e seus descendentes modernos. No trabalho de Pávlovitch há referências freqüentes ao passado antigo e medieval. Entre poemas históricos de Pávlovitch estão "Odisej nd Kirkinom ostrvu" (Ulisses na Ilha de Circe), "Eleuzijske Seni"("Sombras elísias"), 'Vasilije II Bugaroubica' (Basílio II Bulgaróctone) e "Kosovo". Tais poemas, na realidade, são alegóricos do tempo presente. Embora os poemas históricos assumam grande importância na sua obra, também escreveu poemas com a voz no presente.

Pávlovitch foi duas vezes nomeado para o Prêmio Nobel de Literatura, e recebeu muitos prêmios literários e honrarias na antiga Iugoslávia e no exterior. Seu trabalho tem sido amplamente traduzido. Ele atualmente vive alternadamente em Tuttlingen (Alemanha) e Belgrado[2].

Referências

  1. Javanovic, Aleksandar. Caracol estrelado: poesia sérvia contemporânea da segunda metade do século XX. Poesia sempre – Sérvia. Fundação Biblioteca Nacional. Ministério da Educação. Brasil. Rio de Janeiro. N 29. Ano 15. 2008.
  2. Schuyt, Roel. Miodrag Pavlovic. Serbia - Poetry International Web. Texto escrito por ocasião do Festival Internacional de Poesia de Roterdã 2001. Última atualização 16/02/2009.