Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro é o órgão responsável pelo patrimônio religioso, como os templos católicos da cidade, os museus de arte sacra da cidade e da Cúria do Rio de Janeiro.

Paróquias[editar | editar código-fonte]

A Mitra é responsável pela paróquia, pela distribuição dos sacerdotes e organização dos vicariatos.

Patrimônio Religioso[editar | editar código-fonte]

Igrejas Tombadas[editar | editar código-fonte]

Pelo Serviço Federal:[1]

  • Matriz São Geraldo, em Olaria.
  • Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, na Rua Primeiro de Março;
  • Igreja e Convento de Santa Teresa, na Ladeira de Santa Teresa;
  • Igreja e Convento de Santo Antônio, no Largo da Carioca;
  • Igreja Mosteiro e Morro de São Bento;
  • Igreja de Nossa Senhora da Candelária, na Praca Pio X;
  • Igreja de Nossa Senhora do Carmo, na Rua Primeiro de Março, compreendendo o Arco e o Oratório de Nossa Senhora da Boa Esperança;
  • Igreja de Nossa Senhora da Conceição e Boa Morte, na Rua do Rosário
  • Igreja de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, compreendendo o conjunto arquitetônico e paisagístico do morro em que fica situada;
  • Igreja Nossa Senhora do Carmo da Lapa do Desterro, no Largo da Lapa;
  • Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores, na Rua do Ouvidor;
  • Igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens, na Rua da Alfândega;
  • Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos, na Rua Uruguaiana;
  • Igreja de Nossa Senhora da Saúde, na Rua Silvino Montenegro;
  • Igreja de Santa Cruz dos Militares, na Rua Primeiro de Março;
  • Igreja de Santa Luzia, na Rua Santa Luzia
  • Igreja de Santa Rita, no Largo de Santa Rita
  • Igreja do Santíssimo Sacramento da Antiga Sé, na Avenida Passos;
  • Igreja de São Francisco da Penitência e Cemitério anexo, no Largo da Carioca;
  • Igreja de São Francisco de Paula, no Largo de São Francisco
  • Igreja de São Francisco da Prainha, no adro da Prainha, no Morro da Conceição;
  • Igreja de São José, na Rua da Misericórdia;
  • Santa Casa da Misericórdia, na Rua Santa Luzia, 206, compreendendo as antigas enfermarias e a Igreja de Nossa Senhora de Bonsucesso, no Largo da Misericórdia;
  • Capela de Nossa Senhora da Cabeça, nos terrenos da Casa Maternal Mello Mattos, na Rua Faro;
  • Imagem de Nossa Senhora da Purificação, do século XVII, atribuída a Frei Agostinho de Jesus, na coleção Haroldo e Heloísa Graça Couto;
  • Imagem de Sant'Ana, do século XVIII, de autoria de Antônio Francisco Lisboa, o "Aleijadinho", da Coleção Leda Marina Nascimento Brito;
  • Imagem de São José, do século XVIII, de autoria de Antônio Francisco Lisboa, o "Aleijadinho" da Coleção Renato Brogiolo;
  • Duas pinturas sobre tábuas ovais, atribuídas a Leandro Joaquim, representando o incêndio e a reconstrução do recolhimento de Nossa Senhora do Parto, da Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro;
  • Palácio Episcopal, no Morro da Conceição, atual sede do Serviço Geográfico do Exército;
  • Casa que foi residência Episcopal, na Avenida Paulo de Frontin, 568;
  • Casa de Grandjean de Montigny e o respectivo jardim na Rua Marquês de São Vicente, 233, no Campus da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro;
  • Casa na Praça Quinze de Novembro, 101, antigo Convento do Carmo, atual sede da Academia de Comércio do Rio de Janeiro (Faculdade de Direito Cândido Mendes);
  • Frontispício da Capela de São José e o antigo portão da Fortaleza, na Ilha das Cobras;
  • Lápide Tumular de Estácio de Sá e o Marco da Fundação da Cidade, na Igreja de São Sebastião, na Rua Haddock Lobo;
  • Igreja de Nossa Senhora da Pena, compreendendo o conjunto arquitetônico e paisagístico do morro em que está situada, em Jacarepaguá;
  • Igreja do Bom Jesus, na Ilha do Fundão;
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora da Ajuda, na Ilha do Governador;
  • Igreja de Nossa Senhora do Desterro, na Pedra de Guaratiba;
  • Casa da Fazenda da Taguara e respectiva Capela, em Jacarepaguá;
  • Casa da Fazenda do Capão do Bispo, na Av. Dom Hélder Câmara, 4.616;
  • Ponte dos Jesuítas, na Estrada do Cortume, em Santa Cruz;
  • Parque Nacional da Tijuca e Floresta de proteção acima das cotas 80 e l00 metros.

Pelo Serviço Estadual:[2]

  • Matriz de São Daniel Profeta, Parque São José na Praia Pequena, Manguinhos: conjunto arquitetônico e pictural;
  • Igreja de São Gonçalo do Amarante ­ Estrada do Camorim, 925, em Jacarepaguá;
  • Igreja de Nossa Senhora da Conceição na Praça Jerusalém ­ Jardim Guanabara, na Ilha do Governador;
  • Igreja de Nossa Senhora do Monserrate (antiga do Pilar) ­ na Vargem Pequena, em Jacarepaguá;
  • Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, na Estrada Rodrigues Caldas, 3.400 (Colônia Juliano Moreira);
  • Igreja São Sebastião e Santa Cecília, na Praça da Fé, s/nº, em Bangú
  • Rua primeiro de Março

Cristo Redentor[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cristo Redentor

A estátua do Cristo Redentor tem seus direitos de uso comercial pertencentes à Mitra Arquiepiscopal do Rio de Janeiro. O acesso à estátua é realizado através do Parque Nacional da Tijuca, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]