Monte Citerão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Monte Citerão.

O Monte Citerão ou Monte Citéron (do grego Κιθαιρών, -ῶνος) é uma cadeia montanhosa situada na Grécia central, entre a Beócia, ao norte, e Ática, ao sul. Estende-se por cerca de 16 km e sua altitude máxima é de 1 409 m.

Esta montanha era consagrado ao deus Dionísio e foi palco de muitos eventos da mitologia grega. Foi, por exemplo, o local onde Édipo foi abandonado ainda bebê, e onde Acteon e Penteu foram mortos e dilacerados. Foi também o lugar de moradia de Eco[1], e ainda onde Héracles caçou e matou o leão de Citerão, na sua primeira grande façanha.

Historicamente, a montanha foi o pano de fundo para o Batalha de Platéias, em 479 a.C.. Nela ocorreram também diversas outras escaramuça entre Atenas e Tebas, constituindo a disputada fronteira natural entre aquelas cidades-estado.

Referências

  1. Aristophanes, Translated by Eugene O'Neill Jr. (1938). Thesmophoriazusae. Lines 990-1000. Available at perseus.tufts.edu