Mosteiro de Jesus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mosteiro de Jesus, Aveiro.

O Mosteiro de Jesus localiza-se na freguesia da Glória, concelho de Aveiro, distrito de Aveiro, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundado por D. Brites Leitoa em 1458 como convento de religiosas dominicanas. Por Breve do papa Pio II datado de 1461, o convento foi integrado na Observância, isto é, aceite como cumprindo todas a regras estritas, podendo portanto as religiosas professar legitimamente como monjas, de acordo com a Regra de vida Dominicana.

No mosteiro encontram-se recordações de Santa Joana de Portugal que ali veio a falecer em 1490, tendo levado sempre uma vida de modesta monja, embora nunca lhe tenha sido autorizada a realização dos votos solenes, por ser princesa e sempre hipotética sucessora real. Filha de Afonso V de Portugal, retirou-se para este convento em 1472 e aqui passou o resto da sua vida. Foi beatificada em 1693. O seu túmulo barroco de mármore, terminado 20 anos mais tarde, encontra-se no coro inferior.

Com a extinção das ordens religiosas masculinas no país (1834), os conventos femininos apenas se consideravam extintos com o falecimento da sua última monja, o que aqui ocorreu apenas em 2 de março de 1874, com o falecimento da madre Maria Henriqueta de Jesus.

Embora de acordo com a lei todo o património passasse automaticamente para a posse do Estado, tinha sido previamente autorizada a instalação em parte do edifício de uma aula (escola) às pupilas das antigas monjas, destinada ao ensino de crianças pobres. Enfrentando muitas dificuldades financeiras, recorreram à ajuda de D. Teresa Saldanha, fundadora (em 1865) da Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena, que ali se instalaram em 1884 e passaram a dirigir o Colégio, que assumiu a designação de Santa Joana, e de onde viriam a ser expulsas em 1910, com a Implantação da República Portuguesa.1 .

No Mosteiro foi criado em 1911 o Museu Regional de Aveiro, por iniciativa do crítico e erudito F. A. Marques Gomes. Nele está actualmente instalado o Museu de Aveiro. O museu inclui um coro de talha dourada, claustros do século XV e um refeitório coberto de azulejos de Coimbra. Entre o refeitório e a casa do capítulo encontra-se o túmulo gótico do cavaleiro D. João de Albuquerque.

Encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1910.2 .

Características[editar | editar código-fonte]

Em seu interior destacam-se, em estilo mais simples, as pinturas do século XVIII, na capela, que mostram cenas da vida de Santa Joana Princesa. A capela foi, naquele tempo, a sala de costura onde Santa Joana morreu. Entre as pinturas primitivas portuguesas há um retrato da princesa, com um trajo da corte, do século XV.

Referências

  1. Memória das Datas - 1866-2002, Irª Rita Nicolau OP, Lisboa, 2002.
  2. Mosteiro de Jesus na base de dados do IGESPAR

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.