Motociclismo do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Motociclismo não é um esporte popular no Brasil. Atualmente o país possui poucas categorias nacionais, a maioria é estadual. No cenário internacional o Brasil não é representado por nenhum piloto nas principais categorias.

MotoGP[editar | editar código-fonte]

No passado, Alex Barros representou o Brasil na MotoGP de 1986 até 2007, com exceção de 2006, quando correu na Superbike. Barros nunca foi campeão mundial, porém venceu 7 corridas e obteve 32 pódios, seu melhor ano foi 2002, quando terminou na quarta colocação apenas 11 pontos do segundo colocado. Antes de Alex Barros o Brasil já teve um representante: Adu Celso correu na MotoGP de 1972 até 1975, nesse período, o Índio Brasileiro como era conhecido venceu o GP da Espanha, realizado no Circuito de Jarama em 1973, curiosamente foi nesse circuito que 20 anos depois, Alex Barros conseguiu sua primeira vitória

Desde 2012, o Brasil voltou a ter um representante na principal categoria da motovelocidade, a MotoGP, Eric Granado que fez sua estreia depois de Junho, quando completou 16 anos, já que é a idade mínima para sua categoria.

Superbike[editar | editar código-fonte]

Na categoria superbike, no Campeonato Mundial de Superbike o Brasil teve apenas um representante, Alex Barros correu em 2006. Barros fez um bom ano, conseguiu fazer boas provas, venceu uma corrida, conseguiu seis pódios e terminou o ano na sexta colocação.

No país, a principal categoria é a SuperBike Brasil

Rali[editar | editar código-fonte]

Na modalidade rali, o principal nome brasileiro é Jean Azevedo.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. CBM Jean Azevedo alcança melhor resultado no Dakar 2015. Acessado em 16/01/2015.
Ícone de esboço Este artigo sobre motociclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.