Esporte na Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde abril de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O esporte na Bahia é praticado em diversas modalidades e organizado por federações estaduais de esportes, não havendo alguma entidade geral no plano estadual, tal como há nacionalmente o Comitê Olímpico Brasileiro. O futebol é o mais praticado no estado.

O futebol, assim como no Brasil, é o mais popular. Outros esportes de considerável popularidade são: atletismo, basquete, handebol, judô, natação, surfe, tênis e vôlei. A prática amadora de esportes é muito popular e os clubes são os maiores promotores. Além das organizações privadas, o governo estadual e várias prefeituras municipais mantêm estruturas esportivas tanto para a prática amadora, na forma de lazer, quanto na organização profissional em estádios e outras estruturas.

Sendo o principal esporte o futebol, destacam-se os clubes Bahia e Vitória em Salvador.

O Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia é órgão administrativo que discute e aplica a legislação desportiva em nível estadual na Bahia, cujas decisões podem ser questionadas através de recurso ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Esportes[editar | editar código-fonte]

Automobilismo[editar | editar código-fonte]

Traçado do Circuito Ayrton Senna, nas ruas soteropolitanas do Centro Administrativo da Bahia, onde realiza-se o GP Bahia de Stock Car Brasil.

Desde de 2009, uma etapa da Stock Car Brasil ocorre na região, mais especificamente no Circuito Ayrton Senna, nas ruas do Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.[1]

Basquete[editar | editar código-fonte]

O basquete na Bahia é realizado pela Federação Bahiana de Basketball filiada a Confederação Brasileira de Basketball, seu principal evento é o Campeonato Baiano de Basquete.

Futebol[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Futebol na Bahia.

Tênis[editar | editar código-fonte]

Importantes competições do tênis são/foram realizadas no estado: Aberto de Tênis da Bahia, disputado pela primeira vez em 2010 e integra o ATP Challenger Tour, e o Aberto de Tênis do Brasil, que faz parte da Série ATP 250.

Vela[editar | editar código-fonte]

Por causa das características da Baía de Todos-os-Santos, ela é palco de competições de regatas regionais e internacionais. É ponto de chegada de Transat 6.50, Jaques Vabre e Cape to Bahia. Como também ocorrem as tradicionais Aratu/Maragojipe e João das Botas. Esta última é uma competição de saveiros, embarcações historicamente utilizadas na baía.[2]

Remo[editar | editar código-fonte]

O remo é uma modalidade tradicionalíssima no estado. A Bahia sedia diversas competições do tipo, entre as quais a Copa Norte e Nordeste, Campeonato Brasileiro de Remo Indoor e o Campeonato Brasileiro Master de Remo. A Copa Norte-Nordeste foi idealizada por baianos em 1961, na mais antiga raia do Brasil, a dos Tainheiros, vendo deslizar barcos e remadores nas suas águas calmas.[3] Equipes como Vitória, Itapagipe e São Salvador são os destaques.

Eventos rotativos sediados[editar | editar código-fonte]

Postscript-viewer-blue.svgVer também a categoria: Eventos esportivos sediados na Bahia

Ocorreu em Salvador, em 1974, a 13ª edição do então Troféu Brasil de Natação (atual Troféu Maria Lenk), vencida pelo Botafogo de Futebol e Regatas, que sagrou-se pentacampeão.[4]

No basquete, a capital baiana abrigou o primeiro Campeonato Mundial Juvenil Masculino em 1979.[5]

O segundo jogo da final da Copa América de 1983 foi disputada entre a Seleção Brasileira e a Uruguaia no Estádio Octávio Mangabeira, em Salvador. Já a edição de 1989 tem Salvador como uma das subsedes para o grupo A da primeira fase, no qual estava do Brasil.

No futebol de areia, a Costa do Sauipe, no município de Mata de São João, sediou a edição 2001 do Campeonato Mundial de Futebol de Areia.

A segunda edição do campeonato nordestino de rúgbi de sete ocorreu também na capital baiana, no ano de 2008.

Salvador, em 2011, sediou a Copa do Mundo de Judô por Equipes desse ano.[6]

O Centro Pan-Americano de Judô sediou o Campeonato Mundial de Luta Olímpica Júnior de 2015, primeiro evento do esporte na América do Sul. A candidatura baiana foi a escolhida pela Confederação Mundial de Wrestling, preterindo Lausanne na Suíça, Sófia na Bulgária, e Rio de Janeiro, Recife e São Paulo.[7][8]

As águas da Baía de Todos-os-Santos de Salvador sediou a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Stand up Race de 2015.[9]

Os Jogos Olímpicos de Verão de 2016 serão realizados na cidade do Rio de Janeiro, contudo alguns jogos de futebol acontecerão em Salvador, na Arena Fonte Nova.[10] Mas antes disso, o mesmo estádio de futebol será também um dos palcos das partidas da Copa do Mundo FIFA de 2014, além de ser candidato ao estádio do jogo de abertura do Mundial.[11]

Construções esportivas[editar | editar código-fonte]

Postscript-viewer-blue.svgVer também a categoria: Construções desportivas da Bahia
Etapa do Campeonato Brasileiro de Bicicross na Pista Municipal de Bicicross Tertúliano Torres, no bairro de Pituaçu, em Salvador.

No início desse século, muitas foram os impactos sobre as construções esportivas na Bahia devido ao acidente na arquibancada do Estádio Octávio Mangabeira em 2007 e sua reconstrução como Arena Fonte Nova. Nisso, foram demolidos o Ginásio de Esportes Antônio Balbino e a piscina olímpica, que juntos formavam a Vila Olímpica da Fonte Nova. Com o fechamento e obras na Fonte Nova, o Estádio Roberto Santos foi entregue reformado em 2009. No entanto, projetos de ocupá-lo com práticas esportivas diferentes do futebol, como Complexo Esportivo de Pituaçu, não foram levados adiante. Igualmente, o Ginásio Esportivo de Cajazeiras teve suas obras iniciadas em 2010 para suprir as demandas dos outros esportes no estado, bem como apresentou-se o projeto do Centro Olímpico de Natação da Bahia para suprir a demolição da piscina olímpica.[12][13][14]

Havia ainda o projeto da sede de praia do Esporte Clube Bahia, sob propriedade da Prefeitura de Salvador, ser transformada em parque olímpico, com piscinas e ginásios para prática de artes marciais, futebol, futsal, ginástica olímpica, tênis e tênis de mesa.[15] Com novo mandatário em 2013, a sede foi demolida em fevereiro e, no lugar, foi implantado o Parque Urbano de Esporte e Lazer da Boca do Rio.[16][17][18][19]

Noutro canto da capital baiana, o espaço do Kartódromo Ayrton Senna, fechado em 2014, deu lugar à construção do Centro Pan-Americano de Judô.[20] Um novo kartódromo planeja-se construir em São Francisco do Conde, em substituição ao de Lauro.[21]

Federações e competições[editar | editar código-fonte]

Postscript-viewer-blue.svgVer também a categoria: Federações esportivas da Bahia
Esporte Federação Competições principais
Basquetebol Federação Baiana de Basketball Campeonato Baiano de Basquete
Futebol Federação Bahiana de Futebol Campeonato Baiano de Futebol: Primeira Divisão e Segunda Divisão
Campeonato Baiano de Futebol Feminino
Copa Governador do Estado da Bahia
Futebol de areia Federação de Beach Soccer do Estado da Bahia
Futsal Federação Baiana de Futsal Campeonato Baiano de Futsal
Judô Federação Baiana de Judô
Voleibol Federação Baiana de Voleibol
Xadrez Federação Bahiana de Xadrez Campeonato Baiano de Xadrez Blitz
Campeonato Baiano de Xadrez Rápido

Esportistas[editar | editar código-fonte]

Postscript-viewer-blue.svgVer também a categoria: Desportistas da Bahia

Clubes desportivos[editar | editar código-fonte]

Postscript-viewer-blue.svgVer também a categoria: Clubes desportivos da Bahia

Referências

  1. «Cacá Bueno conquista a pole position em Salvador». Consultado em 15 de fevereiro de 2011 
  2. Bahia.ws. «Turismo náutico por ilhas da costa é opção de passeio na Bahia». Consultado em 20 de Janeiro de 2015 
  3. «Vitória foi grande vencedor Copa Norte e Nordeste de Remo, em Recife». Bahia Já. Consultado em 16 de junho de 2015 
  4. Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (6 de fevereiro de 2014). «Regulamento». Consultado em 25 de Maio de 2015 
  5. CBB. «1° Campeonato Mundial Juvenil Masculino». Consultado em 18 de junho de 2011 
  6. Fala Bahia (3 de maio de 2011 às 14h35min). «Salvador sedia Copa do Mundo de Judô por Equipe». Consultado em 19 de junho de 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)
  7. Abreu, Elton. «Bahia é sede mundial da luta olímpica até domingo». Portal Serrolândia. Consultado em 16 de Agosto de 2015 
  8. «Luta olímpica brasileira define equipe para Campeonato Mundial Júnior». Rio de Janeiro. GloboEsporte.com. 30 de julho de 2015. Consultado em 16 de agosto de 2015 
  9. Lima, Aurélio (30 de maio de 2015). «Baianos estreiam no Campeonato Brasileiro de Stand up Race». A Tarde. Consultado em 16 de agosto de 2015 
  10. UOL Esporte (3 de outubro de 2009). «Mais quatro cidades irão abrigar eventos dos Jogos de 2016». Consultado em 29 de novembro de 2009 
  11. FRAZÃO, Heliana (29 de agosto de 2010 às 13h 48min). «Salvador que sediar abertura da Copa de 2014». Consultado em 29 de agosto de 2010  Verifique data em: |data= (ajuda)
  12. RODRIGUES, Gabrial (24 de novembro de 2012). «Sem Balbininho e Vila Olímpica, esportes olímpicos na BA agonizam». iBahia. Consultado em 18 de abril de 2014 
  13. iBahia (9 de agosto de 2011). «"Novo Balbininho" não receberá eventos esportivos». Consultado em 18 de abril de 2014 
  14. «Luciano Simões critica demora na construção do Parque Aquático em Salvador». Política Livre. 13 de novembro de 2013. Consultado em 11 de Março de 2015 
  15. Globo FM (Salvador). «Salvador terá um Parque Olímpico». Consultado em 18 de junho de 2011 
  16. PACHECO, Clarissa (1º de março de 2013). «Mais do mesmo?» (PDF). Jornal da Metrópole. p. 8. Consultado em 18 de abril de 2014 
  17. OLIVEIRA, Laís (27 de fevereiro de 2014). «Sede de Praia do Bahia é demolida». Tribuna da Bahia. Consultado em 18 de abril de 2014 
  18. TV do Servidor Público. «Prefeito ACM Neto inaugura nova orla da Boca do Rio». Consultado em 18 de abril de 2014 
  19. AGECOM-Salvador (11 de outubro de 2013). «Prefeito inaugura neste sábado nova orla da Boca do Rio». Consultado em 18 de abril de 2014 
  20. ARAGÃO, Leandro (14 de fevereiro de 2014). «Centro Pan-Americano de Judô da Bahia chega a 50% das obras». A Tarde. Consultado em 18 de abril de 2014 
  21. Secom - Secretaria de Comunicação Social (22 de janeiro de 2015). «Projeto do novo kartódromo baiano é entregue à Sudesb». Consultado em 23 de Janeiro de 2015