Centro Administrativo da Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados do acrônimo "CAB", veja CAB.
Palácio Luís Eduardo Magalhães da Assembleia.

O Centro Administrativo da Bahia, mais conhecido pelo acrônimo CAB, é um complexo público no qual está localizada parte considerável das secretarias e órgãos do Governo do estado da Bahia. Entre os órgãos instalados no CAB estão a Assembleia Legislativa, o TRE-BA, o Tribunal de Justiça do Estado da Bahia e a Secretaria de Turismo.

Foi implantado no primeiro governo de Antônio Carlos Magalhães, em 1972. Muitos dos edifícios, como os das secretarias, o Centro de Exposições do CAB (1974) e a Igreja do CAB (1975) foram projetados pelo arquiteto João Filgueiras Lima. O traçado viário é de autoria de Lúcio Costa.

A cerca de quinze quilômetros do centro da cidade, por vezes é considerado parte do bairro de Sussuarana, outras vezes é considerado um bairro de fato. A região é cercada de vestígios de Mata Atlântica às margens da Avenida Paralela.

Prédios característicos do CAB variam de cores.

Circuito de rua[editar | editar código-fonte]

Circuito de rua do CAB, onde realiza-se o GP Bahia de Stock Car Brasil.
Ver artigo principal: Circuito Ayrton Senna

E em 9 de agosto de 2009, foi realizada a primeira prova da história da Stock Car em um circuito de rua e no Nordeste: o GP Bahia, nas ruas do CAB.[1][2]

Para a temporada 2010 do GP Bahia, o circuito sofreu melhorias para comportar os 60 mil espectadores. Estas melhorias foram, sobretudo, medidas para organização do fluxo e acesso à região do CAB. Ainda em 2010, o circuito passou a se chamar "Circuito Ayrton Senna", em homenagem ao brasileiro tricampeão da Fórmula 1. Junto com o novo nome, foi inaugurada um monumento a Ayrton Senna, de autoria do artista baiano Bel Borba.

Outros fatos[editar | editar código-fonte]

No início da década de 1980, o Centro Administrativo da Bahia foi sede do que foi considerado um grande evento, a visita do primeiro Papa a pisar em solo brasileiro, o papa João Paulo II, em 1982.

Em 10 de julho de 2004, o Centro Administrativo serviu de palco para outro grande evento, a gravação do álbum Esperança da banda religiosa Diante do Trono, com um público de mais de um milhão de pessoas, de diversas religiões, segundo dados da Polícia Civil da Bahia. [3]

Referências

  1. Terra Networks (Terça, 9 de junho de 2009, 13h56). «Bahia receberá prova de rua da Stock Car» [S.l.: s.n.] Consultado em 14 de junho de 2009. 
  2. Mercado & Eventos (5 de junho de 2009, 16h13). «Contrato para realização do GP Bahia da Stock Car será assinado dia 9» [S.l.: s.n.] Consultado em 14 de maio de 2009. 
  3. MENEZES, Eduardo de. «CD Esperança (Diante do Trono)» [S.l.: s.n.] Consultado em 14 de junho de 2009.