Tancredo Neves (Salvador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Tancredo Neves, veja Tancredo Neves (desambiguação).

Tancredo Neves e um bairro de Salvador, do estado da Bahia.c

Sobre o bairro[editar | editar código-fonte]

Beiru é a antiga denominação do bairro que está localizado entre a Engomadeira, Sussuarana, Narandiba e a Avenida Paralela. Seu nome é de origem iorubá, refere-se ao escravo africano Gbeiru, que morou na localidade no século XIX. Foi seqüestrado da terra natal sem direito a escolha. Depois de um tempo foi comprado por um membro da família dos Garcia D´Ávila e trazido para a fazenda Campo Seco, onde trabalhou muito e ganhou a confiança dos seus "donos" e com o passar do tempo ganhou a terras deles, terras estas que possibilitou juntar-se com seus irmãos de África.

Num plebiscito feito em 1985, o seu nome mudou para homenagear o ex-presidente falecido Tancredo de Almeida Neves. a mudança gerou uma controvérsia entre os moradores que preferiam o topônimo anterior para o bairro. dentre suas ações culturais do bairro destacam-se a da Escola Estadual Helena Magalhães, onde acontece o Projeto Cine Escola, com oficinas de TV e dramaturgia nos fins de semana.

Atualmente, o bairro apresenta intenso comércio. O principal condomínio é chamado de Arvoredo. Há muitos locais com baixa infra-estrutura no bairro, marcado por uma grande pressão social.

O bairro Tancredo Neves pertence à Região Administrativa XII(doze), cujo nome também é Tancredo Neves. Nessa região administrativa, encontram-se os bairros de Tancredo Neves, Sussuarana, Nova Sussuarana, Novo Horizonte, Jardim Santo Inácio, Mata Escura, Engomadeira, Arraial do Retiro, Calabetão, Barreiras, Cabula VI[1], Arenoso (que fez parte do antigo Beiru) e o Centro Administrativo da Bahia(CAB).

Referências

  1. Henrique Brinco. «Homens travestidos inauguram Carnaval no Cabula VI». Jornal Correio*. Consultado em 01 de abril de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.