Águas Claras (Salvador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Águas Claras
  Bairro do Brasil  
Unidade federativa Bahia
Região administrativa Região Cajazeiras, RA XIV[1]
Município Salvador
Limites Valéria, Paripe, Porto Seco Pirajá, Dom Avelar, Castelo Branco, Cajazeiras VI, Cajazeiras VIII, Cajazeiras XI[2]
Fonte: Projeto de Lei municipal (PL) (363/17)/2017[3]

Águas Claras é um bairro situado em Salvador no estado da Bahia às margens da BR-324, próximo ao limite do município, a noroeste. Enfrenta, como a maioria dos bairros do miolo central, problemas como a insuficiência de infraestrutura básica.[carece de fontes?] Várias ações no campo do voluntariado e dos governos têm auxiliado para amenizar essa situação.[carece de fontes?] O bairro possui escolas públicas, galpões de armazenamento de containers e outros.[carece de fontes?]

O Rio Jaguaribe nasce neste bairro com o nome de Rio Cascão, se encontra com a Represa de Ipitanga, passando a se chamar Trobogy até a Avenida Paralela, de lá é denominado Rio Jaguaribe e deságua na Praia de Piatã, no Oceano Atlântico.[4]

Em função dos projetos de transporte público para o bairro, a especulação imobiliária tem elevado o preço do metro quadrado de terrenos ao longo da BR-324, apesar de ainda ser uma das áreas mais carentes de infraestrutura urbana de Salvador.[5] O bairro pertence à Região Administrativa XIV (Quatorze) - "Cajazeiras".

Demografia[editar | editar código-fonte]

Foi listado como um dos bairros mais perigosos de Salvador, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgados no mapa da violência de bairro em bairro pelo jornal Correio em 2012.[2] Ficou entre os mais violentos em consequência da taxa de homicídios para cada cem mil habitantes por ano (com referência da ONU) ter alcançado o segundo nível mais negativo, com o indicativo de "61-90", sendo um dos piores bairros na lista.[2] Em maio de 2018 ficou entre os bairros com maior índice de roubo de carros em Salvador.[6]

Referências

  1. Prefeitura Municipal do Salvador. Lei n° 7.400/2008 Dispõe sobre o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano do Município do Salvador – PDDU 2007 e dá outras providências.[ligação inativa]
  2. a b c Juan Torres e Rafael Rodrigues (22 de maio de 2012). «Mapa deixa clara a concentração de homicídios em bairros pobres». Correio (jornal). Consultado em 1 de maio de 2019 
  3. Redação (18 de setembro de 2017). «Aprovado projeto que amplia para 163 número de bairros de Salvador». A Tarde. Universo Online. Consultado em 1 de maio de 2019 
  4. «Wikimapia - Let's describe the whole world!». wikimapia.org. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  5. Fonseca, Adilson (23 de agosto de 2016). «Metro quadrado na BR-324 chega a R$ 500». Tribuna da Bahia. Consultado em 6 de outubro de 2016 
  6. Thais Borges (8 de maio de 2018). «Salvador tem 11 roubos e furtos de carro por dia; veja bairros com mais casos». Correio (jornal). Consultado em 7 de maio de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]