Canabrava (Salvador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nossa Senhora da Vitória (Canabrava)
—  Bairro do Brasil  —
Distritos
Área
 - Total 33 ha
População
 - Total 8 172
48 7% masculino
51 3% feminino
    • Densidade 194,20 hab/ha hab./km²
Domicílios 2133
1991 particulares
142 coletivos
Fonte: [1][2]/2000

Nossa Senhora da Vitória,[3] mais conhecido como Canabrava é um bairro periférico de Salvador. Sendo cortado pela Avenida Aliomar Baleeiro, a Estrada Velha do Aeroporto, o bairro está localizado na área central da cidade (conhecido como "Miolo"), distante da orla marítima e da costa da baía, encontra-se delimitada de um lado pela estrada BR-324 e de outro pela avenida Luís Viana Filho, também denominada avenida Paralela, distante,aproximadamente, 20 km do centro urbano da cidade.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O processo de ocupação do bairro se deu a partir do início da década de 70, quando o governo do estado da Bahia e a prefeitura de Salvador promoveram assentamentos na área com famílias atingidas por desapropriações e aquelas desabrigadas devido às chuvas. Em consequência disso,o bairro tomou um rumo em que centenas de pessoas de baixa renda desenvolveu atividades de catação e venda de materiais recicláveis. Somado a isso, as ruas não obedecem a qualquer traçado geométrico delineado, frequentemente, nos planos urbanísticos o que ocasiona uma série de riscos e transtornos aos moradores pela dificuldade de implantação e manutenção dos serviços urbanos básicos. Nesse quadro se instalou o depósito de lixo em Canabrava, que passado os anos foi depositado neste local lixo hospitalar e comercial. Inicialmente, foi lançado de forma indiscriminada em uma enorme depressão do terreno, o qual deu lugar a um lixão sem controle. Canabrava cresceu nos arredores do aterro de lixo que limitou e fixou suas fronteiras com as vias de circulação. Hoje funciona uma área com programa de educação ambiental pioneiro no país para a população que antes vivia catando o lixo depositado no local.[4][5][6][7]

Nessa mesma época surgiu a ideia de construir o centro de treinamento do Esporte Clube Vitória, que só foi concluída na década de 1980 com a inauguração do estádio Manoel Barradas. Com a ida do Vitória pra lá, trouxe um certo desenvolvimento para a região,[8][9][10] embora ainda existam dificuldades.[7]

Referências