Televisão na Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Evento de comemoração dos 50 anos da TV Itapoan em novembro de 2010
Entrevista da Band Bahia sobre a edição de 2016 do Vivadança Festival Internacional

A televisão na Bahia tem sua história iniciada no período de expansão da televisão pelos países ocidentais, ao longo das décadas de 1950 e 1960. Especificamente no estado brasileiro da Bahia, a inauguração da primeira emissora televisiva foi no ano de 1960, a então TV Itapoan, por iniciativa do conglomerado de mídia brasileiro Diários Associados, então detentora do jornal Diário de Notícias com circulação no território baiano.[1]

Década de 1960[editar | editar código-fonte]

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Cobertura na TVE Bahia do lançamento do filme Samba Território

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Mapa da cobertura de municípios baianos pelas emissoras afiliadas à Rede Bahia de Televisão
  • Em 31 de março de 1990, é inaugurada a TV Sudoeste, pela Rede Bahia de Televisão, no canal 5 VHF de Vitória da Conquista, retransmitindo a programação da Rede Globo e TV Bahia de Salvador.
  • Em 1º de dezembro de 1990, é inaugurada a TV Norte, pela Rede Bahia de Televisão, no canal 7 VHF de Juazeiro, retransmitindo a programação da Rede Globo e TV Bahia de Salvador.
  • Em 2 de fevereiro de 1991, é inaugurada a TV Oeste, pela Rede Bahia de Televisão, no canal 5 VHF de Barreiras, retransmitindo a programação da Rede Globo e TV Bahia de Salvador.
  • Em 1993, a TV Cabrália deixa de retransmitir a Rede Manchete e torna-se afiliada do SBT.
  • Em 31 de março de 1994, é inaugurada a TV Cultura do Sertão, pela Fundação Bailon Lopes Pinheiro, no canal 8 VHF de Conceição do Coité, retransmitindo a programação da TVE Bahia, TVE Brasil e TV Cultura.
  • Em junho de 1995, a TV Aratu deixa a Rede Manchete e passa a ser uma emissora da CNT
  • Em 1995, a TV Cabrália é comprada pelo Grupo Record e passa a retransmitir a programação da RecordTV a partir de 1º de julho.
  • Em 3 de novembro de 1996, é inaugurada a TV Sul Bahia, em Teixeira de Freitas, pelo canal 5 VHF, retransmitindo a Rede Manchete.
  • Em 1997, a TV Itapoan é comprada pelo Grupo Record e, consequentemente, passa a retransmitir a programação da RecordTV para o estado a partir de 16 de junho de 1997. A TV Aratu passa a retransmitir o sinal do SBT no mesmo dia, que até então era retransmitido pela Itapoan. A TV Cabrália de Itabuna, que retransmitia a Record, passa a ser independente para dar lugar à TV Itapoan.
  • Também em 1997, a TV Sul Bahia passa a ser afiliada do SBT, deixando a Rede Manchete
  • Em 1988, a TV Cabrália passa a ser filial de Rede Família, deixando a programação 100% independente.

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Programa Espaço Livre, da TV ALBA, durante gravações em 2015
  • Em 2 de fevereiro de 2003, a TV Cabrália passa a retransmitir a programação da Rede Mulher.
  • Em 27 de setembro de 2007, a TV Cabrália passa a integrar a Record News, após a extinção da Rede Mulher.
  • Em janeiro de 2004, a TV Sul Bahia deixa de retransmitir o SBT para ser afiliada da TV Canção Nova.
  • Em 30 de outubro de 2006, a TV Sul Bahia troca TV Canção Nova pela RedeTV!.
  • Em 2007, a TV Sul Bahia deixa a RedeTV! e passa a retransmitir a RIT, sendo comprada pela Fundação Internacional de Comunicação posteriormente.
  • Em 1º de dezembro de 2008, a TV Bahia lançou oficialmente as transmissões digitais através do canal 29 UHF (11.1) de Salvador, tornando-se, portanto, a primeira emissora com sinal digital nas regiões Norte e Nordeste do Brasil.[2]
  • Em 1º de dezembro de 2009, a TV Aratu iniciou suas transmissões digitais através do canal 25 UHF (4.1) em Salvador.
  • 17 de novembro de 2009 é inaugurada a CNT Bahia, pelo canal 18 UHF de Salvador.

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Cinegrafista da TV Aratu filmando a apresentação do Bloco Camaleão no carnaval de Salvador
  • Em 11 de junho de 2010 a Band Bahia iniciou suas transmissões digitais através do canal 46 UHF (7.1) em Salvador
  • Em 19 de novembro de 2010, a RecordTV Itapoan iniciou suas transmissões digitais através do canal 21 UHF (5.1) em Salvador.
  • Em 20 de maio de 2011, é inaugurada a TV Baiana pelo canal 16 UHF de Salvador, retransmitindo a TV Aparecida.
  • Em 4 de julho de 2013, a TV Cabrália torna-se RecordTV Cabrália e volta a retransmitir a programação da RecordTV para as regiões Sul e Sudoeste da Bahia. Essas regiões deixam de receber o sinal da RecordTV Itapoan.
  • Em 13 de novembro de 2014, a TV Baiana deixa de retransmitir a TV Aparecida e passa a ser afiliada da TV Cultura
  • Em 27 de setembro de 2017, ocorre a interrupção definitiva nas transmissões em sinal analógico nas cidades da Região Metropolitana de Salvador.[3]
  • Em 5 de dezembro de 2018, ocorre a interrupção definitiva nas transmissões em sinal analógico nas cidades das regiões de Feira de Santana, Vitória da Conquista e Juazeiro.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. (Matos & Mabel 2012)
  2. Figueiredo, Osvaldo Lyra e Graciela Alvarez | Redação CORREIO | Fotos: Angeluci (2 de dezembro de 2008). «TV Bahia dá início a transmissão do sinal digital em Salvador». Jornal CORREIO | Notícias e opiniões que a Bahia quer saber. Consultado em 1 de março de 2020 
  3. «Sinal analógico de TV foi desligado em Salvador e mais 19 cidades». Rede Globo. Consultado em 1 de março de 2020 
  4. REDAÇÃO (5 de dezembro de 2018). «Sinal analógico de TV é desligado em Feira e Vitória da Conquista». Bahia de Valor. Consultado em 1 de março de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Televisão na Bahia