Televisão no Piauí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
  1. Um pouco da história da televisão no estado brasileiro do Piauí:

Década de 1960[editar | editar código-fonte]

A história da televisão no Piauí começa nos anos 60, quando ao contrário dos estados e territórios, em que as primeiras transmissões sempre ocorrem nas capitais, o começo das transmissões no estado piauiense foi no interior.

A primeira chegar no Estado foi a retransmissora da TV Ceará (da Rede Tupi) em Parnaíba, através do enlaces (links) de transmissões vindas de Fortaleza, capital do Ceará, que em pouco tempo passa cobrir além do limite entre Piauí e Ceará, quase todas cidades do norte e centro do Piauí.

A segunda chegar no Estado foi em 1968, com a retransmissora da TV Difusora (da Rede Globo) em Timon, na vizinha Teresina, mas que fica no Maranhão, através do enlaces (links) de transmissões vindas de São Luís, capital do Maranhão.

Com surgimento das retransmissoras, Walter Alencar pretendia fundar a TV Rádio Clube. A Lei 6404/66, conhecida Lei das S/A, permitia através de vendas de ações a baixo custo a um grande número de pessoas, angariar recursos suficientes para a consecução do objetivo construir no Piauí uma estação de televisão, quando eram poucos os estados brasileiros que possuíam uma.

Em 1970, a capital Teresina e dezenas de municípios piauienses acompanham a conquista do Tri do Brasil com as duas retransmissoras.

Década de 1970[editar | editar código-fonte]

A primeira estação de TV no Piauí foi inaugurada no dia 3 de dezembro de 1972, com o nome TV Clube de Teresina, no canal 4 e prefixo ZYB-350, ocasião em que o chamado Colosso do Monte Castelo passou a denominar-se Edifício Presidente Médici, em cujo governo, através de portaria do Ministro das Comunicações, Higino Corsetti, concretizou-se o sonho.

Após a TV Clube ser inaugurada, as duas retransmissoras das TVs Ceará e Difusora saem do ar. Apesar disso, essas emissoras mantinham retransmissoras no interior do Estado por mais anos até serem aos poucos sendo substituídas pela TV Clube.

Em 20 de janeiro de 1973, foi inaugurada a retransmissão do sinal de TV Rádio Clube de Teresina, para Oeiras.[1]

Em novembro de 1974, a TV Clube com o satélite da Embratel, passou exibir ao vivo os programas Jornal Nacional e Fantástico, tornou-se definitivamente afiliada à Rede Globo de Televisão, consolidando uma parceria que permanece até os dias atuais. Até a data de entrada na Rede Globo a TV Clube transmitia programas da TV Tupi, TV Globo e outras emissoras.

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

No dia 25 de abril de 1985, entrou no ar, através do Canal 7, a TV Timon, no mesmo dia em era realizado funeral e enterro ao vivo de Tancredo Neves na cidade de São João Del Rey, Minas Gerais, feita pela Rede Bandeirantes. A emissora manteve a rede até final do ano, quando sai do ar.[2]

Em 8 de janeiro de 1986,[2] entrava no ar em fase experimental e exibindo programação da Bandeirantes, a TV Pioneira Canal 5, com prefixo ZYB 351, que em março passou exibir integralmente a programação. O primeiro programa veiculado pela emissora foi o Jornal da Pioneira apresentado por Tony Trindade e Laura Learth. O programa era apresentado no horário da noite. A emissora nasceu com grandes desafios e foi uma televisão de vanguarda. Foi a primeira no Piauí, a transmitir os desfiles das escolas de samba em 1987, a posse de um governador (Alberto Silva) e a final de um campeonato Piauiense de Futebol em 1986 entre Flamengo e River. Tudo ao vivo, o que para a época era um grande desafio.

Em 23 de março do mesmo ano,[2] após hiato de quase quatro meses fora do ar, a TV Timon retorna ao ar no mesmo canal e já com outra rede, já como afiliada do SBT. Em maio de 1987, a TV Timon estreou primeiros programas locais após testes.

Em agosto do mesmo ano, entrou no ar em fase experimental, através do Canal 2, a TVE Piauí, inaugurado pelo governador José Raimundo Bona Medeiros.

Com a inauguração definitivo das três emissoras, era fim do monopólio de mais de 13 anos (1972 a 1986) da TV Clube em Teresina e Timon.

Em abril de 1986, o Dentel liberou o para operação do canal 10, a quinta emissora de TV na região de Teresina e Timon, por meio de concessão do presidente Sarney ao grupo liderado pelo empresário José Elias Tajra.

Em agosto de 1987, já com novo governo, por decisão em decreto do governador Alberto Tavares Silva cria a Fundação Antares e a TVE PI passa a se chamar TV Antares. Nesse mesmo ano, a emissora passa a iniciar sua programação às 14h10 com programas infantis, entre eles destaques da TV Cultura de São Paulo como o Bambalalão (que concorreu ao Troféu Imprensa, promovido pelo SBT, em sua categoria). Foi a partir dessa fase que começaram a surgir as primeiras produções "próprias" do Canal 2: o infantil Repeteco (coletânea dos melhores momentos da programação infantil que Maia Veloso comandava às sextas-feiras) e o Jornal Antares, única investida de uma TV local no jornalismo no fim-de-noite, exibida até 1990.

Em 1988, o Ministério das Comunicações lançou duas licitações em concessões de TVs no Piauí, as primeiras no interior: nas cidades de Floriano e em Parnaíba, respectivamente para comercial e educativa.[2]

Em 19 de dezembro do mesmo ano, o empresário José Elias Tajra inaugurou a TV Antena 10, afiliada à Rede Manchete, no qual foi equipada com os mais modernos equipamentos, a emissora se deparou com o poder dos canais já existentes no Estado. Sua chegada motivou a descoberta de inúmeros profissionais, hoje reconhecidos em todo o Piauí.

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Em 1992,[2] entrou no ar a TVE Parnaíba, a primeira no interior, mas no final da década, por conta dos problemas de sucateamento, a emissora sai do ar.

Em 1º de janeiro de 1996, a TV Timon passa a se chamar TV Meio Norte, mantendo a afiliação com SBT.

Em 1997, a TV Antena 10, então afiliada à Rede Manchete, troca de rede e passa a retransmitir o sinal da Rede Record, atual afiliada.

No mesmo ano, outro fato marcante nesta década foi o surgimento da TV Alvorada do Sul de Floriano, sendo afiliada à Rede Globo, operando no canal 6, destacou-se como o primeiro canal de televisão do interior do Piauí, sendo inaugurado em 10 de setembro de 1997. A TV Alvorada já foi premiada pelo trabalho jornalístico e comercial e exportou muitos profissionais que hoje estão na imprensa estadual e com aparições nacionais.

Em 2000, último ano da década e do século XX, começa quando a TVs Meio Norte e Cidade Verde trocam de redes: no dia 9 de janeiro, a Meio Norte passa ser Bandeirantes e a Cidade Verde passa ser SBT.

Década de 2000 até os dias atuais[editar | editar código-fonte]

Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas.

Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes válidas. Utilize o campo de resumo para uma breve explicação das alterações e, se achar necessário, apresente mais detalhes na página de discussão.

Em 2003, foi outorgada pelo Ministério das Comunicações a concessão da TV Picos como emissora educativa e cultural, inaugurada em 20 de outubro de 2005, é afiliada da TV Antares (canal 2), de Teresina.

Em 19 de junho de 2006 foi inaugurada no dia TV Delta emissora pertencente à Fundação Antares que se propõe a oferecer educação, cultura, entretenimento e informação Antes da denominação atual, a TV Delta era conhecida como a TV Educativa de Parnaíba. Com a desativação do antigo canal, no final dos anos 90, a cidade litorânea ficou sem emissora própria de televisão.

Só no começo dos anos 2000, a TV Delta passaria a ter a atual denominação, retransmitindo o sinal da TV Cultura de São Paulo. Problemas administrativos tiraram a emissora do ar mais de uma vez nesta década até a sua reinauguração, em 2006.

A TV Picos e TV Delta são afiliadas da TV Antares de Teresina e todas retransmitem a programação da TV Brasil do Rio de Janeiro.

No ano 2004, o canal 19 entrou no ar em fase experimental, retransmitindo integralmente a programação nacional da Rede Bandeirantes, passando alguns meses no ar, posteriormente retornando em 2007, com a retransmissão da programação da RedeTV!, ficando conhecida apenas com o nome de TV Piauí, que já foi o nome da atual TV Antares, canal 2.

E no dia 6 de junho de 2007 a TV Assembléia foi inaugurada oficialmente, retransmitindo programas da TV Câmara, TV Senado e da NBR, além de algumas sessões plenárias e de comissão de ambas as casas do Congresso Nacional.

Após a Rede Bandeirantes sair do ar em 2010, ela voltou a ser transmitida no dia 19 de abril de 2014 pelo Grupo Claudino e operando no canal 12 (analógico) em fase experimental tendo o nome de TV Perspectiva.

TV Digital[editar | editar código-fonte]

A TV Cidade Verde é a primeira emissora do Piauí e também das afiliadas ao SBT a transmitir o seu sinal em TV digital, operando através do canal 28 UHF Digital, sendo inaugurada oficialmente no dia 23 de Março de 2009, às 18hs.

A TV Assembleia do Piauí passou a transmitir o seu sinal em TV Digital, operando através do canal 16.1 UHF Digital, sendo inaugurada oficialmente no dia 10 de Setembro de 2015, às 7h

Canais de televisão do Piauí[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [http://krudu.blogspot.com.br/2009/11/valter-alencar-e-historia-da-televisao.html «Valter Alencar e a história da Televisão no Piauí»] Verifique valor |URL= (ajuda). krudu. 29 de Novembro de 2009. Consultado em 29 de abril de 2013 
  2. a b c d e «Piauí, TV ano 40: Nada a comemorar». TV em Análise Críticas. 2 de dezembro de 2012. Consultado em 29 de abril de 2013 

Ver também[editar | editar código-fonte]