TV Ceará (Rede Tupi)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
TV Ceará
TV Rádio Clube do Ceará S/A
Fortaleza, Ceará
Brasil
Tipo Privada
Canais
02 VHF analógico
Sede Fortaleza, CE
Avenida Antônio Sales, s/n - Estância Castelo[nota 1]
Rede Rede Tupi
Fundador Assis Chateubriand
Pertence a Diários Associados
Fundação 26 de novembro de 1960
Extinção 18 de julho de 1980
Cobertura Grande Fortaleza e áreas próximas

TV Ceará foi uma emissora de televisão brasileira sediada em Fortaleza, capital do estado do Ceará. Operava no canal 2 VHF e era filial da Rede Tupi. Sendo inaugurada no ano de 1960, a emissora representou o início da produção televisiva no estado, lançando nomes atualmente conhecidos pelo público cearense. Pertencia aos Diários Associados, na época controlado por Assis Chateaubriand, e que já atuava no estado, uma vez que mantinha o jornal Correio do Ceará e a Ceará Rádio Clube.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de maio de 1959, era lançada a pedra fundamental do prédio da futura TV Ceará, na Avenida Antônio Sales, no bairro Estância Castelo (atual Dionísio Torres. Em 1960, foi descarregado, no porto do Mucuripe, o material componente da torre da futura TV Ceará. Segundo uma notícia divulgada pelo Correio do Ceará (na época, pertencente aos Diários Associados, que estavam instalando a nova emissora), o material era de origem britânica e pesava 30 toneladas, na qual seria instalada sobre uma base de 90 metros de altura, além da fixação de uma antena de 18 metros.[1]

Instalada na Estância Castelo (atual bairro Dionísio Torres) onde hoje fica a holding do Grupo Edson Queiroz na avenida Antônio Sales, contou com diversos nomes como Emiliano Queiroz, Renato “Didi” Aragão, Ayla Maria, Augusto Borges, Paulo Limaverde, B. de Paiva, João Ramos, Wilson Machado, Guilherme Neto, Ary Sherlock, Hiramisa Serra, Karla Peixoto, Assis Santos e muitos outros.[2] Também contava com teatro de romance, videorama, contador de histórias e aos domingos, um show musical e mais os programas TV de mistério e TV de comédia, tudo isso nos moldes das TV's Tupi de SP e RJ

Devido à cassação da concessão pelo governo militar, em 18 de julho de 1980, juntamente com outras cinco emissoras da Rede Tupi, a TV Ceará é extinta.[3] Depois da cassação, as concessões da TV Tupi foram divididas entre os empresários Adolfo Bloch e Silvio Santos, onde fundaram, respectivamente, a TV Manchete e o SBT, sendo a TV Ceará canal 2 cedida a Adolfo Bloch, vindo a ser TV Manchete Fortaleza até 1999, quando a mesma foi extinta junto com a rede e deu lugar a RedeTV! Fortaleza.

Homenagem do Governo do Estado do Ceará

No ano de 1993, na gestão do então governador Ciro Gomes, a TVE Ceará passou a ser denominada de TV Ceará, numa forma de homenagear a emissora pioneira do estado.

Programas[editar | editar código-fonte]

  • 7 Dias em Destaque
  • Aí Vem o Circo
  • Boa noite, garotada!
  • Cândido Colares
  • Comédia da Cidade
  • Conde do Montecristo
  • Correio do Ceará na TV
  • Dois na Berlinda com Marcus Miranda
  • Esportes na TV
  • Gente que a Gente Gosta com Gonzaga Vasconcelos
  • Noticiário Relâmpago com Narcélio Limaverde
  • O Contador de Histórias
  • Papai Sabe Tudo
  • Por Hoje é Sábado
  • Repórter Cruzeiro
  • Risos e Melodias
  • Tapete Mágico
  • TV de Comédia
  • TV de Romance
  • TV Juventude com Paulo Limaverde
  • Vídeo Alegre com Renato Aragão

Notas e referências

Notas

Referências

  1. Leila Nobre (4 de março de 2010). «TV Ceará Canal 2 - a pioneira». Fortaleza Nobre. Consultado em 21 de julho de 2010 
  2. Geraldo da Silva Nobre (1975). Introdução a história do jornalismo cearense. [S.l.]: Editorial Cearense 
  3. «DENTEL LACRA 7 EMISSORAS DE TVS ASSOCIADAS». Jornal do Brasil. TV-Pesquisa. 19 de julho de 1980. Consultado em 18 de julho de 2019 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Canal 2 de Fortaleza
19601980
Sucedido por
TV Manchete Fortaleza
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.