Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ABEPEC
Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais
ABEPEC logo.png
Tipo Entidade brasileira de direito privado
Fundação 28 de outubro de 1998
Sede São Paulo, SP
Website oficial www.abepec.com.br

A Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais (ABEPEC) é uma entidade brasileira de direito privado, sem fins lucrativos, que reúne 21 emissoras de televisão de caráter educativo e cultural, não comercial.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Foi criada em 28 de outubro de 1998 em uma assembleia realizada na sede da TV Cultura, reunindo 20 emissoras de televisão públicas de caráter não comercial.

Em uma assembleia em Porto Alegre, em 1999, foi criada a Rede Pública de Televisão com o intuito de estabelecer uma grade de programação comum entre as emissoras associadas. A Rede Pública era coordenada, em conjunto, pela TV Cultura e pela TVE Brasil, emissoras que transmitiam, em conjunto, 32 horas semanais, sendo mais de 25 horas produzidas pela TV Cultura de São Paulo.

Apesar de seus objetivos, a Rede Pública de Televisão sofreu com a desarticulação entre seus membros, principalmente com as disputas entre a TVE Brasil e a TV Cultura. Persistem divergências políticas entre os diversos governos estaduais e com o governo federal.

No mês de maio de 2007, a ABEPEC ajudou a organizar o primeiro fórum de emissoras públicas. Em dezembro do mesmo ano, foi criada a TV Brasil, a primeira rede de televisão pública do Brasil. Em 11 de outubro do mesmo ano, foi publicada a Medida Provisória 398, depois convertida pelo Congresso na Lei 11.652/2008,[1] que autorizou a constituição da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), encarregada de unificar e gerir, sob controle social, as emissoras federais já existentes, instituindo o Sistema Público de Comunicação, bem como promover a formação da Rede Nacional de Comunicação Pública.[2]

Rede Nacional de Comunicação Pública[editar | editar código-fonte]

Em 3 de maio de 2010, foi iniciada a transmissão simultânea da Rede Nacional de Comunicação Pública (RNCP), liderada pela TV Brasil, em parceria com emissoras educativas de 23 estados brasileiros. A nova rede tem como meta atingir 1.716 municípios e cerca de 100 milhões de brasileiros. Em uma primeira fase, a rede deverá oferecer até dez horas de programação em transmissões simultâneas, sendo quatro horas de responsabilidade das emissoras associadas.[3][4]

Emissoras integrantes[editar | editar código-fonte]

Rede Nacional
Acre
Amazonas
Alagoas
Bahia
Ceará
Espírito Santo
Goiás
Minas Gerais
  • Rede Minas (mantém uma rede distinta da TV Brasil e da TV Cultura, também retransmitindo alguns programas dessas redes)
  • TVU Uberlândia
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Pará
Paraná
Paraíba
Pernambuco
Piauí
Rio Grande do Norte
Rio Grande do Sul
Roraima
São Paulo
Santa Catarina
Sergipe
Tocantins

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]