Primeira missa no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Primeira Missa no Brasil

A primeira missa no Brasil foi celebrada por Henrique de Coimbra, frade e bispo português, no dia 26 de abril de 1500, na praia da Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália, no litoral sul da Bahia.

Foi um marco para o inicio da história do Brasil e descrita por Pero Vaz de Caminha na carta que enviou ao rei de Portugal, D. Manuel I (1469-1521), dando conta da chegada ao Brasil, então Ilha de Vera Cruz, pela armada de Pedro Álvares Cabral que se dirigia à Índia.[1]

Participaram da missa os portugueses que faziam parte da expedição, cuja maioria era composta por marinheiros. Cabral e Caminha também estavam presentes. Pero Vaz de Caminha fez um relato interessante, mostrando que muitos indígenas acompanharam pacificamente a missa católica, copiando muitos dos gestos e movimentos feitos pelos portugueses. Este fato, fez com que ele concluísse que a futura conversão dos nativos ao catolicismo seria uma missão fácil e tranquila.[2]

Nos dias seguintes, os portugueses tentaram mostrar para os índios o respeito que tinham com a cruz, se ajoelharam um por um e a beijaram. Alguns índios fizeram o mesmo gesto, o que fez com que fossem considerados inocentes e fáceis de evangelizar. Vaz de Caminha pede ainda para o rei que venha logo o clérigo para batizá-los a fim de conhecerem mais sobre a fé deles.[3]

O momento encontra-se retratado em um quadro, A Primeira Missa no Brasil, uma das principais obras de Victor Meireles, pintado em 1860. O dia é ainda marcado como feriado, em Portugal, no município de Belmonte, terra natal de Cabral.

O quadro foi classificado e exposto no Salon da Academia Francesa de Belas-Artes em 1861.[4]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre História do Brasil é um esboço relacionado ao Projeto História do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.