Murici Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Murici
MuriciFC.png
Nome Murici Futebol Clube
Alcunhas Verdão
Verde de Alagoas
alvi-verde
Torcedor/Adepto Muriciense
Mascote Papagaio
Fundação 7 de setembro de 1974 (42 anos)
Estádio José Gomes da Costa
Capacidade 3.500 pessoas
Localização MURICI.svg Murici, Alagoas AL,  Brasil
Presidente Brasil Geraldo Anizio de Amorim
Treinador Brasil Bilu
Material (d)esportivo Brasil Tallentus
Competição Alagoas Campeonato Alagoano
Brasil Campeonato Brasileiro Série D
Brasil Copa do Brasil
Divisão Alagoas Primeira Divisão
Ranking nacional Aumento (37) 130º lugar, 355 pontos[1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Murici Futebol Clube ou apenas Murici, é um clube brasileiro de futebol da cidade de Murici, em Alagoas. Foi fundado em 7 de setembro de 1974. Seu uniforme consiste em camisa verde com gola branca, calção verde e meias verdes. Em 2010 conseguiu seu primeiro e único título, como campeão do campeonato alagoano. Nesse mesmo ano toda a cidade de Murici foi devastada pelas cheias que houve no rio Mundaú, o que impediu o time de participar da Série D do Campeonato Brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação[editar | editar código-fonte]

Fundado em 1974, sua primeira participação na primeira divisão alagoana aconteceu somente em 1999, quando a equipe terminou na quinta colocação do torneio.

2010: Título inédito[editar | editar código-fonte]

Em 2010 o Murici alcança o tão sonhado título alagoano, ao bater o ASA na grande decisão. O título inédito classificou a equipe pela primeira vez para a Copa do Brasil e para o Campeonato Brasileiro - Série D. O Murici encarou o Flamengo logo na primeira fase da Copa do Brasil de 2010, e acabou sendo derrotado por 3 a 0 em casa, sendo então eliminado, sem necessidade de haver um segundo confronto. Devido as enchentes do Rio Mundaú, o Murici não pôde disputar a Série D no ano de 2010.

2011 à 2015[editar | editar código-fonte]

Em 2011 o Murici faz outra grande campanha no Campeonato Alagoano, mas é batido na semifinal pelo ASA.

Em 2012 o clube chegou até a semifinal do primeiro turno, mas foi eliminado pelo CRB com uma derrota por 5x0 no Estádio Rei Pelé.

Em 2014 o Murici consegue o título de campeão do 1° turno do Estadual após bater o Santa Rita na decisão. No segundo turno o clube chega até a semifinal, mas é batido pelo Coruripe que se sagraria campeão do torneio.

Em 2015 disputa pela segunda vez a Copa do Brasil, e outra vez é eliminado na primeira fase da competição. No Campeonato Alagoano o clube fez boa campanha no primeiro turno e se classificou para a semifinal, onde acabou sendo batido pelo ASA nos dois jogos por 2x0. No segundo turno o clube lutou por uma vaga na semifinal, mas ficou em 3° colocado do grupo que tinha o CRB e o ASA.

2016: Alagoano e Série D[editar | editar código-fonte]

Depois de disputar três partidas pelo Campeonato Alagoano de Futebol de 2016, Felipe Feijó, presidente da FAF anunciou a exclusão do Murici da competição, por decisão do TJD-AL, uma vez que a equipe não inscreveu o número mínino de jogadores (18) para disputar o Estadual.

Entretanto alguns dias depois, ficou definido em reunião da PMAL e membros da FAF, que o Murici permaneceria no Campeonato Alagoano e enfrentaria o CRB em casa no sábado, dia 16, dando fim a novela "Murici no Alagoano". [2] Para dar fim a essa novela de vez, o Murici derrotou o "galo" por 3 a 1 de virada, chegando a seis pontos na competição, tornando-se o terceiro colocado de seu grupo.

A equipe do Murici apresentou uma grande evolução no Campeonato Alagoano, e conseguiu terminar a competição como a terceira melhor equipe da classificação geral, conseguindo a segunda vaga para a Série D. Além disso o atacante Katê, artilheiro do Murici, fez parte da Seleção do Campeonato Alagoano.

Nesse mesmo ano o Murici disputou a Série D. No grupo A9 o Murici fez seis partidas, venceu duas, empatou duas e perdeu duas, somando oito pontos. Apesar de ter mostrado eficiência no ataque, o clube mostrou dificuldades na defesa e terminou eliminado na primeira fase, com apenas dois pontos atrás do primeiro colocado, o Campinense.

Escudo antigo

Copa do Brasil 2017[editar | editar código-fonte]

Em 2017 o Murici fez história na Copa do Brasil. O clube alagoano fez uma boa participação e conseguiu chegar até a terceira fase, tendo enfrentado somente equipes com representação nacional e conseguindo bons resultados.

Logo na primeira fase o Murici enfrentou o Juventude de Rio Grande do Sul no Estádio José Gomes da Costa, em Murici e conseguiu um ótimo resultado, vencendo o jogo por 3x1 e se classificando para a segubda fase.

Na fase seguinte o Murici enfrentou o América Mineiro e conseguiu a classificação para a fase seguinte com uma emocionante vitória nos pênaltis por 5x4 após empate por 0x0.

Antes do duelo contra o Cruzeiro de Belo Horizonte o Murici virou notícia de repercussão nacional após a polêmica declaração de um jornalista mineiro que menosprezou o Murici e os clubes alagoanos como equipes "pequenas" e afirmou que o local da primeira partida deveria ser mudado para o Estádio Rei Pelé, uma vez que segundo ele o José Gomes da Costa não apresentava condições de jogo. O Murici recorreu com um recurso à CBF comprovando que o estádio apresentava as condições necessárias e foi aceito. Devido ao ocorrido o Murici ganhou apoio das principais torcidas de Alagoas e também da Região Nordeste.

Entretanto dentro de campo o Murici não teve como superar o Cruzeiro e acabou eliminado da competição.

2017: Alagoano e Série D[editar | editar código-fonte]

No Campeonato Alagoano 2017 o Murici passava por dificuldades. Focado, até então, na disputa da Copa do Brasil, o clube não estava dando a atenção devida ao Estadual. O Murici estava na última posição do seu grupo faltando apenas três rodadas para o fim da primeira fase. Após a eliminação diante do Cruzeiro na Copa do Brasil, o clube voltou suas atenções para o Alagoano e venceu dois dos três últimos jogos, conseguindo se classificar para o Hexagonal Final.

No Hexagonal o Murici fez boa campanha e conseguiu se classificar para a semifinal em 4° colocado. Ao todo o clube disputou cinco jogos, tendo vencido 2, empatado um e perdido outros dois. Na semifinal o clube encarou o CRB de igual para igual, mas acabou eliminado após empatar o jogo de ida por 1 a 1 no José Gomes da Costa e perder no Rei Pelé por 2 a 1, num jogo muito disputado. O clube ainda disputou o terceiro lugar da competição, mas perdeu os dois jogos para o ASA.

No Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 - Série D o Murici estreou com derrota para o América de Natal por 3 a 0 na Arena das Dunas.

Títulos[editar | editar código-fonte]

ESTADUAIS
Competição Títulos Temporadas
Alagoas Campeonato Alagoano 1 2010
Alagoas Copa Alagoas 1 2014
Alagoas Campeonato Alagoano - Segunda Divisão 1 1998

Desempenho em competições[editar | editar código-fonte]

Alagoas Campeonato Alagoano - 1ª divisão[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
1999
2000
2001
2002
2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
2010 (Campeão)
2011 3o
2012 5o
2013 3o
2014
2015
2016

Alagoas Torneio Início[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2004

Brasil Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2011 Primeira Fase
2015 Primeira Fase
2017 Terceira Fase

Brasil Série D[editar | editar código-fonte]

Ano Posição
2016 Primeira Fase

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Ranking atualizado em dezembro de 2015

  • Posição: 167º
  • Pontuação: 175 pontos[3]

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol para pontuar todos os clubes do Brasil[4].

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


|}