Não por Acaso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Não por acaso
 Brasil
2007 •  cor •  90 min 
Direção Philippe Barcinski
Roteiro Philippe Barcinski / Fabiana Werneck Barcinski / Eugênio Puppo
Elenco Rodrigo Santoro
Letícia Sabatella
Leonardo Medeiros
Cássia Kiss
Graziella Moretto
Género drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Não por Acaso é um filme de drama brasileiro de 2007, dirigido e escrito por Philippe Barcinski, em colaboração com sua irmã, Fabiana Werneck. No longa, um acidente faz com que a vida de dois homens tomem rumos surpreendentes; Rodrigo Santoro é o protagonista do filme no papel de Pedro, um homem que abandona o luto de sua namorada e também sua insegurança profissional ao se envolver com uma inesperada mulher.[1] A narrativa do filme leva a várias interpretações, entre estas, demonstrando ao espectador como pessoas controladoras podem sair de seu rumo repentinamente.

O elenco também é composto por Leonardo Medeiros, no papel de Ênio, um homem obrigado a conhecer e conviver com a filha adolescente após a perda de sua ex-mulher, Mônica (Graziella Moretto). E Letícia Sabatella, que interpreta uma executiva solitária, chamada Lúcia, que mora no antigo apartamento da ex-namorada de Pedro, a Teresa (Branca Messina), e com ele, inicia uma relação. Rita Batata, Cássia Kiss, Cacá Amaral, Ney Piacentini e Sílvia Lourenço completam o elenco.[1][2] O longa teve opiniões geralmente positivas por grande parte do público e da crítica especializada.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ênio é um engenheiro de trânsito que, operando sinais, busca comandar o fluxo dos automóveis da cidade de São Paulo. Sua mania de controle reflete-se também em sua vida doméstica. O encontro com a filha, Bia, faz com que ele se sinta sem o controle de tudo. Pedro é dono de uma marcenaria especializada na construção de mesas de sinuca. Meticuloso, possui uma visão peculiar do jogo. Um acidente faz com que a vida de ambos tomem rumos surpreendentes.

Elenco[editar | editar código-fonte]

O desempenho de Rodrigo Santoro no papel de Pedro, protagonista do filme, foi bastante elogiado pela análise crítica, recebendo prêmios e indicações pela atuação.[4]
Elenco Papel
Rodrigo Santoro Pedro
Leonardo Medeiros Ênio
Letícia Sabatella Lúcia
Branca Messina Teresa
Rita Batata Bia
Cássia Kiss Iolanda
Graziella Moretto Mônica
Ney Piacentini Nogueira
Cacá Amaral Tobias
Sílvia Lourenço Paula
Robson Nunes Homem que joga sinuca com Pedro
(Participação especial)

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

O Elevado Presidente João Goulart e a Zona Central de São Paulo foram alguns dos cenários do filme.
Cine PE - Festival do Audiovisual
  • Venceu nas categorias de melhor ator (Leonardo Medeiros), melhor atriz coadjuvante (Branca Messina), melhor fotografia e melhor edição.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Redação (2007). «Não por Acaso». Omelete. Consultado em 2 de abril de 2014. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2015 
  2. «Não por Acaso». AdoroCinema. 2007. Consultado em 25 de setembro de 2015. Cópia arquivada em 8 de dezembro de 2014 
  3. Alpendre, Sérgio. «Não por Acaso». ContraCampo. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  4. 'Tropa de elite' e 'Não por acaso' lideram indicações a prêmio de cinema. Redação (19 de agosto de 2008). O Globo Online - Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação

Ligações externas[editar | editar código-fonte]