Negativicutes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaNegativicutes
Classificação científica
Domínio: Bacteria
Filo: Firmicutes
Classe: Negativicutes Marchandin et al. 2010
Ordem: Selenomonadales Marchandin et al. 2010
Familias e Xéneros

As Negativicutes são uma classe de bactérias Firmicutes, que possuem uma composição peculiar da sua parede celular que se tinge como gram-negativa, ao contrário da maioria das Firmicutes que são gram-positivas. As famílias Acidaminococcaceae e Veillonellaceae eram antes consideradas membros da classe Clostridia.[1] O nome Selenobacteria também é utilizado para referir-se a alguns membros deste grupo. A descrição deste grupo foi emendada em 2010 e, juntamente com as Acidaminococcaceae (família nova), foi colocada na ordem Selenomonadales (ordo novus, que seria a única ordem do grupo) na classe Negativicutes (classis novus) do filo Firmicutes.

Os membros desta família são todos anaeróbios obrigados, e aparecem em habitats como rios, lagos e intestinos de articulados. A sua forma pode variar desde esféricas, como Megasphaera e Veillonella, a bacilos curvados, como as selenomónadas. O género Selenomonas tem uma forma característica curva, com flagelos inseridos no seu lado côncavo, enquanto que a Sporomusa é semelhante, mas não móvel. Os seus nomes referem-se a esta morfologia distintiva, uma vez que selene significa lua, e musa significa banana.[2] Alguns membros do grupo podem formar endósporos.

A classificação do grupo é complicada, porque um exame mais detalhado de membros deste grupo indica que os membros deste clado (grupo Selenomonas-Megasphaera-Sporomusa) são na realidade Clostridia, o que poria em causa o estabelecimento da classe Negativicutes com a sua definição actual.[3]

Filogenia[editar | editar código-fonte]

A taxonomia aceite actualmente deste grupo basea-se na LPSN[4] e no NCBI[5] e foi elaborada baseando-se em dados do ARNr de 16S da LTP 111 do The All-Species Living Tree Project[6]


Acidaminococcaceae

Succinispira mobilis Janssen e O'Farrell 1999




Acidaminococcus Rogosa 1969 emend. Jumas-Bilak et al. 2007




Phascolarctobacterium faecium Del Dot et al. 1994 (type sp.)



Phascolarctobacterium succinatutens Watanabe et al. 2012



Succiniclasticum ruminis van Gylswyk 1995





Veillonellaceae

?Anaerospora hongkongensisWoo et al. 2005



?Desulfosporomusa polytropaSass et al. 2004



?Psychrosinus fermentansSattley et al. 2008



?Quinella ovalisKrumholz et al. 1993 (Quin’s Oval)



?Sporotalea colonicaEzaki et al. 2008



Sporomusa Möller et al. 1985






Sporolituus thermophilus Ogg e Patel 2009



Thermosinus carboxydivorans Sokolova et al. 2004





Veillonella Prévot 1933 emend. Mays et al. 1982




Megasphaera [incl. Anaeroglobus geminatus]




Negativicoccus succinicivorans Marchandin et al. 2010



Dialister [incl. Allisonella histaminiformans]








Anaeromusa acidaminophila Baena et al. 1999



Anaeroarcus burkinensis (Ouattara et al. 1992) Strömpl et al. 1999






Acetonema longum Kane e Breznak 1992



Pelosinus Shelobolina et al. 2007





Propionispora Biebl et al. 2001




Dendrosporobacter quercicolus (Stankewich et al. 1971) Strömpl et al. 2000




Anaerosinus glycerini (Schauder e Schink 1996) Strömpl et al. 1999





Propionispira arboris Schink et al. 1983



Zymophilus Schleifer et al. 1990






Megamonas Shah e Collins 1983



Pectinatus Lee et al. 1978 emend. Juvonen e Suihko 2006





Anaerovibrio lipolyticus Hungate 1966



Selenomonas [incl. Schwartzia succinivorans, Centipeda periodontii & Mitsuokella]












Notas:

♠ Cepas que se encontram no NCBI, mas que não estão listadas na LPSN

♪ Procariotas em que não existem cultivos axénicos (puros) isolados ou disponíveis.

Referências

  1. Morotomi M, Nagai F, Sakon H (2007). «Genus Megamonas should be placed in the lineage of Firmicutes; Clostridia; Clostridiales; 'Acidaminococcaceae'; Megamonas». Int. J. Syst. Evol. Microbiol. 57 (Pt 7): 1673–4. PMID 17625216. doi:10.1099/ijs.0.65150-0 [ligação inativa]
  2. Marchandin, H.; Teyssier, C.; Campos, J.; Jean-Pierre, H.; Roger, F.; Gay, B.; Carlier, J. -P.; Jumas-Bilak, E. (2009). "Negativicoccus succinicivorans gen. Nov., sp. Nov., isolated from human clinical samples, emended description of the family Veillonellaceae and description of Negativicutes classis nov., Selenomonadales ord. Nov. And Acidaminococcaceae fam. Nov. In the bacterial phylum Firmicutes". International Journal of Systematic and Evolutionary Microbiology 60 (6): 1271–1279. doi:10.1099/ijs.0.013102-0. PMID 19667386.
  3. Yutin N, Galperin MY (2013) A genomic update on Clostridial phylogeny: Gram-negative spore formers and other misplaced Clostridia. Environ Microbiol doi: 10.1111/1462-2920.12173. PMID 23834245. [1]
  4. J.P. Euzéby. «Negativicutes». List of Prokaryotic names with Standing in Nomenclature (LPSN). Consultado em 20 de março de 2013. Arquivado do original em 27 de janeiro de 2013 
  5. Sayers; et al. «Negativicutes». National Center for Biotechnology Information (NCBI) taxonomy database. Consultado em 20 de março de 2013 
  6. All-Species Living Tree Project.«16S rRNA-based LTP release 111 (full tree)» (PDF). Silva Comprehensive Ribosomal RNA Database. Consultado em 20 de março de 2013