Neutrofilia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Quatro neutrófilos em um esfregaço de sangue visto ao microscópio.

Neutrofilia é a condição na qual uma pessoa possui no sangue um número aumentado de granulócitos neutrófilos (um tipo de glóbulos brancos). [1] Como os neutrófilos representam o maior número de leucócitos (40 a 70%) e granulócitos (mais de 90%) uma neutrofilia sempre significa leucocitose (elevado número de glóbulos brancos) e granulocitose (elevado número de granulócitos). Quando, pelo contrário, o número de neutrófilos é menor que o normal fala-se em neutropenia.[2]

A Neutrofilia pode ser detectada com um hemograma completo ou com um leucograma. O valor exato que define a neutrofilia depende de muitos fatores (idade, saúde, gravidez, precisão do hemograma do laboratório...). Em um adulto pode ser mais de 70-75% de neutrófilos (valor relativo) ou maior que 10,000 por mm3 de sangue (valor absoluto).

Características[editar | editar código-fonte]

A neutrofilia frequentemente é acompanhada de febre, dor e mal estar, resultante da liberação de pirogênios pelos leucócitos.

Outros aspectos característicos da neutrofilia reacional podem incluir: desvio à esquerda, isto é, aumento do número de bastonetes e presença ocasional de células mais primitivas, como metamielócitos e mielócitos; presença de granulação tóxica e corpúsculos de Döhle no citoplasma e aumento do escore de fosfatase alcalina nos neutrófilos.

Uma neutrofilia severa com desvio à esquerda pode ser uma leucemia, uma reação leucemoide ou uma mielopoiese anormal transitória, como a neutrofilia auto-limitada do recém-nascido com síndrome de Down.[3]

Causas[editar | editar código-fonte]

Os neutrófilos são os primeiros glóbulos brancos a responder a uma infecção bacteriana, portanto a causa mais comum de neutrofilia são as infecções bacterianas (especialmente bactérias piogênicas, localizadas ou generalizadas).

A quantidade de neutrófilos também aumenta em caso de[4]:

Um valor maior que 10.000/mm3 também pode ser fisiológica como[5]:

  • Na infância e adolescência
  • Exercício físico prolongado
  • Habitar em grandes alturas
  • Durante gravidez e puerpério imediato
  • Estresse físico ou emocional
  • Aumento excessivo da temperatura ambiente

Referências

  1. Neutrophilia - Dorland's Medical Dictionary
  2. "Fundamentos da Hematologia". A.V. Hoffbrand, P.A.H. Moss & J.E. Pettit.
  3. https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/medicina/interpretacao-de-hemograma-reacoes-leucemoides/20325
  4. Table 12-6 in: Mitchell, Richard Sheppard; Kumar, Vinay; Abbas, Abul K; Fausto, Nelson. Robbins Basic Pathology. Philadelphia: Saunders. ISBN 1-4160-2973-7. 8th edition.
  5. Fisiodue - Neutrofilia