Niágara (casta de uva)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Niágara
Espécie: Vitis labrusca[1]
Origem: Condado de Niagara, no estado de Nova Iorque
 Estados Unidos[1]
Cultivo: muito difundido nos Estados Unidos e no Brasil[1]

Niágara é uma cultivar da espécie de uva Vitis labrusca. É uma variedade muito resistente a doenças.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Foi selecionada a partir do cruzamento das castas concord e cassady, no Condado de Niagara, no estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos em 1868. Expandiu-se por esse país e, em 1894, foi introduzida no estado de São Paulo, no Brasil. Desse estado, espalhou-se pelo resto do país.

Niágara rosada[editar | editar código-fonte]

Uma mutação sua, a niágara rosada, surgiu em 1933, em Jundiaí, em São Paulo, no Brasil e substituiu em grande parte o consumo da niágara tradicional como uva de mesa, em virtude de sua coloração rosada mais atraente.[1]

Uva Niágara.

Utilização[editar | editar código-fonte]

Pode ser consumida in natura, bem como ser utilizada na produção de vinhos e sucos.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f «Tipos de Uva». Vinhos Net. 2010. Consultado em 4 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 22 de março de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre Vinhos é um esboço relacionado ao Projeto Vinhos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.