Louveira (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a árvore brasileira da família Fabaceae, veja Louveira.
Símbolos
Bandeira de
Bandeira
Brasão de armas de
Brasão de armas
[[2]]
Apelido(s) "Terra da Videira"
Gentílico louveirense
Localização
Localização de Louveira em São Paulo
Localização de Louveira em São Paulo
Mapa de Louveira
Coordenadas 23° 05' 09" S 46° 57' 03" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Campinas
Região imediata[1] Jundiaí
Região metropolitana Jundiaí
Municípios limítrofes Jundiaí, Vinhedo, Itatiba e Itupeva.[2]
Distância até a capital 72 km
História
Fundação 21 de março de 1965 (55 anos)
Aniversário 21 de Março
Administração
Prefeito(a) Nicolau Finamore Junior (PTB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 55,349 km²
População total (Censo IBGE/2019[4]) 48 885 hab.
Densidade 883,2 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 690 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 13290-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [5]) 0,8 muito alto
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 5 557 839,505 mil
PIB per capita (IBGE/2012[6]) R$ 285 619,15

Louveira é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 23º05'11" sul e a uma longitude 46º57'02" oeste, estando a uma altitude de 690 metros. Sua população estimada em 2015 era de [7] 43.862 habitantes. Pertence à Aglomeração Urbana de Jundiaí.[8] Possui uma área de 55,3 km².

História[editar | editar código-fonte]

O nome do município é uma referência a árvore louveira e fundada por Gaspar de Oliveira, natural de Logroño, Espanha, que casou-se na cidade de São Paulo com Páscoa da Costa (cf. "Genealogia Paulistana" de Luiz Gonzaga da Silva Leme), na primeira metade do século XVII. O casal radicou-se em Jundiaí, em meados daquele século, e consta ter possuído terras onde mais tarde veio a surgir a atual Louveira. Outros moradores na região, naquela época, teriam sido João Leme do Prado e Manoel Peres Calhamares.

Louveira está situada a 690 m de altitude, pouco abaixo da altitude média de Jundiaí. Segundo o censo brasileiro de 2000, a cidade possuía 23.970 habitantes, sendo 21.962 na área urbana e 2044 na área rural. O Censo mais recente aponta que Louveira hoje está com população em torno de 42.796 mil habitantes, ou seja, em pouco menos de 14 anos Louveira teve aumento em sua população de mais de 18 mil novos moradores.[9]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Louveira conta com linhas regulares de ônibus urbano, operadas pela West Side Viagens e Turismo, do Grupo Belarmino. Curiosamente, não possui ônibus para São Paulo, apenas para cidades vizinhas e Campinas. A ferrovia que corta a cidade oferecia transporte de passageiros para São Paulo e todo o interior até meados dos anos 1990, hoje opera somente transporte de carga, mas a Prefeitura está com novos projetos de reativação da linha, para voltar o transporte de passageiros como antigamente. Há mais de 60 anos existia também a Estrada de Ferro Itatibense, que ligava Louveira a Itatiba. Hoje a ligação é estritamente rodoviária.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Arcos da fachada da sub-estação Engenheiro Francisco de Monlevade, em Louveira

Louveira está localizada no coração do Pólo Turístico do Circuito das Frutas, tendo como principal atrativo o passeio de Agroturismo, uma verdadeira interação entre o ambiente rural e o turista. Os roteiros que atraem inúmeros visitantes oferecem a oportunidade de conhecer atividades agropecuárias, agroindustriais e artesanais que são desenvolvidas nas pequenas propriedades familiares. Outro atrativo é o Artesanato, que se destaca pelos moldes, cores e texturas que caracterizam a cidade de Louveira. As cores das frutas, as paisagens e a criatividade contribuem na confecção dos diversos artesanatos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 23.903

  • Urbana: 21.888
  • Rural: 2.044
  • Homens: 12.118
  • Mulheres: 11.785

Densidade demográfica (hab./km²): 432,24

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 14,77

Expectativa de vida (anos): 71,81

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,50

Taxa de alfabetização: 91,85%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,800

  • IDH-M Renda: 0,746
  • IDH-M Longevidade: 0,980
  • IDH-M Educação: 0,799

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Fábrica da empresa P&G em Louveira.

Transporte[editar | editar código-fonte]

Como o município de Louveira não possui cursos superiores, a prefeitura do município disponibiliza transportes gratuitos para todos os estudantes que estão cursando em outras cidades, onde todos os moradores podem ter acesso se cadastrando na secretaria de educação.

Louveira também era atendida por trens de passageiros de longa distância da antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro (CPEF), posteriormente absorvida como FEPASA, vindos da capital paulista, até o final dos anos 70. Mesmo após a desativação da estação local, esses trens circulariam pela cidade até o ano de 1999, quando foram desativados.[10]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[12], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[13], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[14] para suas operações de telefonia fixa.

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 1 de julho de 2010. Arquivado do original em 1 de agosto de 2012 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «IBGE censo Populacional 2019». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 15 de outubro de 2019 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. [1]
  8. «Alckmin lança Câmara de Desenvolvimento Metropolitano». SP Notícias - Governo do Estado de São Paulo. 30 de março de 2011. Consultado em 2 de abril de 2011 
  9. http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=352730&search=%7C%7Cinfogr%E1ficos:-informa%E7%F5es-completas
  10. «Louveira -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  11. «Louveira -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 12 de agosto de 2020 
  12. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  13. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  14. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]