Organização Marítima Internacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Organização Marítima Internacional-IMO [1]
Small Flag of the United Nations ZP.svg Organização Marítima Internacional
Bandeira da Organização Marítima Internacional
Tipo Agência especializada das Nações Unidas
Acrônimo IMO
Status ativa
Fundação 1958
Sede Londres
Website www.imo.org
Origem Genebra

IMO é responsável pela segurança e proteção dos navios e pela prevenção da poluição marinha por navios.

/A Organização Marítima Internacional desempenha um papel importante dentro do cenário internacional pois ela foi criada com o intuito de proteger e prevenir a poluição marítima causada pela navegação em águas internacionais. Nos dias de hoje, sem a significativa contribuição da OMI e os vários convênios que ela possui, os mares e oceanos estariam mais comprometidos ambientalmente do que já estão.

A Organização Marítima Internacional (IMO) é uma autoridade de padrão de segurança global para o transporte internacional,especializada da Organização das Nações Unidas regulamentando o setor marítimo, e adotando medidas universais para que seja justo e eficaz, nivelando o transporte via águas marítimas para que não comprometem a segurança ambiental. Esse meio marítimo é uma verdadeira indústria internacional e para que isso se trafegue de maneira eficaz, foi implementado acordos no âmbito internacional, sendo a IMO o fórum para que isso todo ocorre.

História:

Com o intuito de normatizar e melhorar o fluxo dos mares, surgiu, no decorrer do século XIX em 1948 em Genebra as necessidades de um organismo internacional. Essa necessidade foi crescendo e trazendo consigo a proposta da criação de uma Organização internacional que foi criada com o objetivo de tornar essa navegação e esse caminho mais eficaz e que seja obedecido por todas os Estados que optam pela via marítima como um recurso de negociação .

O estabelecimento da segurança marítima só foi de fato implantada depois da criação da Organização da Nações Unidas e se estabeleceu em 1948 em Genebra e houve pela primeira vez, como um marco, uma Conferencia onde foi adotado um convenio chamado Organização Consultiva Marítima Intergovernamental (OCMI), esse convênio só entrou em vigor em 1958 tendo sua primeira reunião um ano depois. E em 1982 que definitivamente teve seu nome alterado para Organização Marítima Internacional.

Desenvolvimento:

  • Medidas para prevenir acidentes com petróleo e minimizar os problemas causados, questões sobre ameaça ambiental, limpeza de tanques como retina diária, regulamentos internacionais e padrões mundiais do mar, convenções relacionadas a salvamento e busca, questões do trafego marítimo internacional, transporte de produtos considerados perigosos orientando por meio de diretrizes as empresas privadas de segurança marítima.
  • Assuntos relacionados a pirataria e assalto contra navios, incluindo uma orientação a ação governamental, comandantes de navios, operadores de navios, tripulações em atos de pirataria a assalto à mão armada contra navios, sendo desenvolvida pela BMP ( Melhores Práticas de Gestão) onde a IMO apoia totalmente as práticas pela gestão.
  • Por meio de uma Abordagem de gerenciamento de riscos cibernéticos marítimos, a IMO com o objetivo de apoio a transporte seguro orienta também o sistema de embarcação de tecnologia da informação, já que os mesmos assim como na terra podem ser hackeados facilmente, causando danos gigantescos a segurança dos navios, portos, população, sistemas em geral afins de auxiliar as indústrias a enfrentar os tipos de riscos cibernéticos.
  • A IMO a favor contra o combate ao terrorismo, participa de atividades e trabalhos como do Comitê de Contraterrorismo do Conselho de Segurança, e Tarefa de Implementação de Contraterrorismo da Assembleia Geral da ONU, visitando países, desenvolvendo políticas de entidades da ONU, Gerenciamento de Fronteiras e Aplicação da Lei.
  • Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navios, 1973 Abrange não só a poluição acidental e operacional do petróleo, mas também a poluição por produtos químicos, mercadorias em embalagens, esgoto, lixo e poluição do ar. A OMI também teve a tarefa de estabelecer um sistema de compensação para aqueles que sofriam financeiramente como resultado da poluição.
  • As medidas da OMI abrangem todos os aspectos do transporte internacional - incluindo o design, a construção, o equipamento, a tripulação, a operação e a disposição dos navios - para assegurar que este setor vital seja seguro, ambientalmente saudável, eficiente em termos de energia e seguro, reciclagem de navios e o Sistema Global de Socorro e Segurança Marítima (GMDSS)
  • Mais de 80 % da mercadoria mundial se dá a movimentação por via marítima e transporta em torno de 4 a 5 bilhões de toneladas de Água de lastro anualmente, introduzindo espécies diferentes por meio dessas águas, e consequentemente sendo uma das quatros maiores ameaças aos oceanos, perdendo para a fontes terrestre de poluição marinha, exploração excessiva dos recursos biológicos do mar e destruição física do habitat marinho.A água de lastro, no entanto é necessário para a segurança dos navios, pois causa estabilidade, e equilíbrio aos navios sem carga. Antigamente se tinha essa segurança via lastro sólido, areia, metais, pedras sendo substituída por água, sendo lastro, todo material pesado para estabilizar algo. Com isso se tem a necessidade da utilização de água por ser de mais fácil carregamento e custo benefício mais econômico do que se utilizasse lastro solido. Quando um navio está descarregado, é recebido as águas em seus tanques onde mantem o balanço e estabilidade do navio, quando ele é carregado geralmente em um outro país, essa água é jogada no mar para a entrada da carga.

Estrutura:

  • Sua língua oficial é o Francês, Inglês e Espanhol.
  • Brasil membro desde 1963 e vem sendo reeleito desde 1967.
  • IMO conta com 173 Estados Membros e três Membros Associados.
  • A Organização é constituída por uma Assembléia, um Conselho e cinco Comitês principais( Segurança Marítima, o Proteção do Meio Marinho, o Jurídico, Cooperação Técnica, de Facilitação) e vários Subcomitês apoiam o trabalho dos principais comitês técnicos.
  • Membros e reúne-se uma vez a cada dois anos em sessões regulares, mas também pode se reunir em uma sessão extraordinária, se necessário.
  • O Conselho é o órgão executivo da IMO e é responsável, sob a Assembléia, pela supervisão do trabalho da Organização.
  • Há um conjunto de convênios, um total de 50, todos com diretrizes, códigos e recomendações bem definidos que levam o cumprimentos do que é proposto e vão desde a estruturação do projeto passando pela execução do mesmo indo até a equipe que trabalha em auto mar.

Entre em contato com a Organização :

IMO Publishing, 4 Albert Embankment, Londres SE1 7SR, Reino Unido.

[sales@imo.org] Tel: +44 (0) 20 7735 7611 , Fax: +44 (0) 20 7587 3241

Ícone de esboço Este artigo sobre a ONU é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.