Oswald Veblen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Oswald Veblen
Nascimento 24 de junho de 1880
Decorah
Morte 10 de agosto de 1960 (80 anos)
Brooklin, Maine
Nacionalidade Estadunidense
Orientador(es)(as) Eliakim Hastings Moore[1]
Orientado(a)(s) James Alexander, Alonzo Church, Philip Franklin, Wallace Givens, Harold Hotelling, Robert Lee Moore, John Henry Constantine Whitehead
Campo(s) Matemática

Oswald Veblen (Decorah, 24 de junho de 1880 — Brooklin, 10 de agosto de 1960) foi um matemático, geómetra e topólogo estadunidense.

Em cujo trabalho se encontra aplicação à física atômica e à teoria da relatividade. Provou o teorema da curva de Jordan, em 1905.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou seus estudos em Iowa City. Graduou-se na Universidade de Iowa, onde recebeu um A.B. em 1898, e na Universidade de Harvard, onde foi concedido um segundo B.A. em 1900. Para seus estudos de pós-graduação, foi estudar matemática na Universidade de Chicago, onde obteve um doutoramento em 1903. Sua dissertação, um sistema dos axiomas para a geometria, foi escrita sob a orientação de Eliakim Hastings Moore.

Ensinou matemática na Universidade de Princeton de 1905 a 1932. Em 1926 foi nomeado Professor de Matemática da cátedra Henry B. Fine. Em 1932 ajudou a organizar o Instituto de Estudos Avançados de Princeton, renunciando ao seu posto de professor para transformar-se no primeiro professor no instituto naquele mesmo ano. Manteve sua cátedra no instituto até se tornar professor emérito em 1950.

Morreu em Brooklin, Maine. Após sua morte a American Mathematical Society criou um prémio em sua homenagem, Prêmio Oswald Veblen de Geometria. É concedida a cada três anos, e é a concessão de maior prestígio no reconhecimento de pesquisas em geometria.

Realizações[editar | editar código-fonte]

Durante sua carreira, Veblen fez contribuições importantes na topologia e nas geometrias projetiva e diferencial, incluindo resultados importantes na física moderna. Ele introduziu os axiomas de Veblen para geometria projetiva e provou o teorema de Veblen-Young. Ele introduziu as funções de Veblen dos ordinais e usou uma extensão delas para definir os ordinais de Veblen pequenos e grandes. Na Segunda Guerra Mundial, ele esteve envolvido na supervisão do trabalho de balística no Aberdeen Proving Ground que envolveu as primeiras máquinas de computação modernas, em particular apoiando a proposta de criação do ENIAC pioneiro computador digital eletrônico.[2][3][4] Ele também publicou um artigo em 1912 sobre a conjectura das quatro cores.

Livros de O. Veblen[editar | editar código-fonte]

Referências