Oued Ed-Dahab-Lagouira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marrocos Oued Ed-Dahab-Lagouira  
—  Região  —
Localização de Oued Ed-Dahab-Lagouira em Marrocos
Localização de Oued Ed-Dahab-Lagouira em Marrocos
Capital Dakhla
Área
 - Total 50 880 km²
População (2004)
 - Total 99 367
    • Densidade 1,95/km2 
Fuso horário UTC (UTC)
 - Horário de verão EST (UTC+1)

Oued Ed-Dahab-Lagouira é uma região de Marrocos. Sua capital é a cidade de Dakhla (antiga Vila Cisneros). Esta região encontra-se no disputado território de Saara Ocidental, a maioria dos países não reconhecem a soberania de Marrocos, nem da República Árabe Saaraui Democrática.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Com uma área de 142.865 km2 (20% da área do território nacional), e uma população excedendo os 100.000 habitantes.

Divisão administrativa[editar | editar código-fonte]

A região é composta de duas províncias com 13 municípios, incluindo 2 urbanos.

A província de Oued Ed-Dahab] (núcleo urbano: Dakhla) e a província de Aousserd (núcleo urbano: Birgandouz).

Clima[editar | editar código-fonte]

A precipitação média anual é de 13 a 30 mm, e com uma temperatura média anual de 22 ° C, com a umidade média anual variando entre os 56% e 82%.

História atual[editar | editar código-fonte]

Brasão de Oued Ed-Dahab-Lagouira

A Frente Polisário pede um referendo de autodeterminação para que a população local, assim como os refugiados atualmente exilados no sudoeste da Algéria, na província de Tindouf, possam decidir a respeito do futuro da região como parte do Marrocos ou como estado independente, junto com o resto dos territórios que fazem parte da RASD.

Em 1987, uma missão da ONU visitou a região para averiguar a possibilidade da realização de um referendo sobre o futuro do território. Uma iniciativa difícil, dado que grande parte da população é nómada. Marrocos e a Frente Polisário selam um cessar-fogo desde 1988. Um plebiscito foi marcado para 1992, mas não aconteceu devido não haver um acordo sobre quem tem direito a votar:

  • Marrocos quer que seja toda a população residente no Saara Ocidental, mas
  • a Frente Polisário só aceita que sejam os habitantes contados no censo de 1974. Isso impediria o voto dos marroquinos emigrados para a região em disputa depois de 1974.

Até 2012 foi impossível realizar o referendo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Marrocos, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.