Oxidado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Oxi)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o processo de oxidação, veja Oxidação.

Oxidado, crack oxidado ou oxi é um tipo de droga derivada da cocaína de uso altamente viciante. Trata-se de uma mistura de base livre de cocaína oxidada, cerca de 80% da composição da droga, e combustível, entre eles, os de uso principal, o querosene, gasolina e diesel com cal ou permanganato de potássio. O nome é uma abreviação para crack oxidado.[1] Sua potência é avaliada em cinco vezes maior que a do crack.[2] No entanto, a droga não possui uma composição característica, pois é fabricada de acordo com receitas caseiras.[3]

Surgiu no Brasil quando entrou pelo Acre, vinda da Bolívia e Peru, na década de 1980.[1] Na zona sul de São Paulo foi apreendido o primeiro tijolo da droga.[4]

Padrões de consumo[editar | editar código-fonte]

A droga é fumada assim como o crack. Utiliza-se cachimbo ou lata de alumínio perfurada que queima as pedras.[1] Em alguns casos é utilizado triturado, incluído com cigarros de tabaco ou maconha, ou ainda, em pó, onde é aspirado pelo nariz.[5]

Efeitos fisiológicos[editar | editar código-fonte]

Os efeitos do oxi ainda não são totalmente conhecidos, podendo variar dependendo da concentração e frequência com que a droga é consumida. Logo que consumida, a droga provoca queimaduras nos lábios e fossas nasais e possível perda dos dentes. Quando chega aos pulmões, a droga entra na corrente sanguínea pelos alvéolos pulmonares em até oito segundos. Já na corrente sanguínea, causa taquicardia e contrai os vasos sanguíneos, aumentando os riscos de o usuário predisposto a doenças cardíacas ter hipertensão e infarto. No sistema digestório, acelera os movimentos peristálticos podendo causar vômitos e diarreia e pode inflamar o fígado e os rins. As doenças e os efeitos imediatos que podem ser causadas pelo oxi são, entre outros, enfisema, derrame cerebral, dificuldades no raciocínio e memória, infarto, desidratação, causada por vômitos e diarreias, alucinações, insônia e aumento da agressividade. A droga é conhecida por ter efeito muito mais devastador se comparado a outras substâncias utilizadas no Brasil.

Popularização do consumo[editar | editar código-fonte]

Há um grande aumento no consumo da droga em relação ao crack. Um dos principais motivos para isso é o seu preço, em média, de dois reais. Seus efeitos também produzem um desejo maior de consumo, promete euforia duas vezes maior que a causada pela cocaína. Ainda não se tem dados exatos sobre o quanto a droga está difundida, não sendo conhecida a sua real circulação.[3]

Reações[editar | editar código-fonte]

As reações são muito fortes, devido aos componentes químicos. Ela causa vômitos, diarreias, aparecimento de lesões precoces no sistema nervoso central e a degeneração das funções hepáticas.[3]


Boca

Causa necrose dos tecidos; os dentes ficam fracos e os lábios se queimam.[1]

Pulmão

Enfisema causado pela cal.[6]

Sistema circulatório

Em 8 s chega ao cérebro.[6]

Cérebro

Eleva os níveis de dopamina. Pode causar derrame, e dificuldades de memorização.[6]

Coração

Aumenta o ritmo cardíaco e causa vasoconstrição.[6]

Sistema digestivo

Causa enjoo e diarreia devido a presença de resíduos do combustível, além de danos ao esôfago.[7]


Comparação[editar | editar código-fonte]

Característica Crack Oxi
Composição Bicarbonato de sódio + água + pasta base de coca ou cocaína refinada[3] Pasta base de coca ou cocaína refinada + combustível + cal virgem (existem variações)[3]
Concentração de cocaína 40%[3] 80%[3]
Aspecto Branco[3] Branco (droga com mais cal); Amarelo (droga com mais gasolina); Roxo (quantidades iguais de cal e gasolina)[3]
Fumaça Fumaça de cor clara e com cinzas[6] Fumaça de cor escura com resíduo oleoso[6]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d O Globo. Derivado de cocaína e mais letal que o crack, oxi destroi jovens e crianças no Acre. Acesso em 18 de abril de 2011
  2. Impacto. Oxi a nova droga. Acesso em 18 de abril de 2011
  3. a b c d e f g h i «Oxi, uma nova e devastadora droga se espalha pelo país». Veja. 06 de maio de 2011. Consultado em 07 de maio de 2011.  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  4. O Globo. Polícia apreende primeiro tijolo de oxi na zona sul de São Paulo. Acesso em 6 de maio de 2011
  5. Narco News. Oxi: a nova droga na fronteira amazônica. Acesso em 18 de abril de 2011
  6. a b c d e f Época. Oxi, uma droga ainda pior. Acesso em 15 de maio de 2011
  7. G1. Veja os efeitos do oxi no corpo humano. Acesso em 21 de maio de 2011
Ícone de esboço Este artigo sobre uma droga é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.