Painkiller (álbum de Judas Priest)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Painkiller
Álbum de estúdio de Judas Priest
Lançamento 3 de Setembro de 1990
Gravação Janeiro – Março de 1990, Miraval Studios, France and Wisseloord Studios, Holanda
Gênero(s) Speed metal, heavy metal
Duração 55 min 03 seg
Gravadora(s) Columbia Records
Produção Chris Tsangarides
Cronologia de Judas Priest
Último
Último
Ram It Down
(1988)
Metal Works '73-'93
(1993)
Próximo
Próximo
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
allmusic 4 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg link
Hm Rock Reviews 9 de 10 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg link

Painkiller é o décimo segundo álbum de estúdio da banda Judas Priest, lançado a 3 de Setembro de 1990. Foi o primeiro trabalho lançado pela banda de heavy metal depois da troca do bateristaScott Travis entrou no lugar de Dave Holland. O resto da banda, porém, se manteve inalterado: Glenn Tipton e K.K. Downing nas guitarras, Ian Hill no baixo e Robert Halford nos vocais. Como sempre no Judas Priest, todas as músicas desse disco foram escritas pelos dois guitarristas e pelo vocalista, com exceção da faixa "A Touch Of Evil" que, além desses, foi composta também pelo produtor do disco Chris Tsangarides.

O álbum foi gravado em Brignoles, na França, nos estúdios Miraval e mixado no Wisseloord Studios, Hilversum, na Holanda no início de 1990. O álbum foi indicado ao Grammy de Melhor Performance de Metal, em 20 de fevereiro de 1991, no 33º Annual Grammy Awards. [1]

Com Painkiller, o Judas Priest voltou ao estilo que os consagrou nos anos 70, além de ser “mais rápido” e melhor do que os últimos trabalhos que a banda tinha lançado (“Ram It Down” e “Turbo”). Alguns consideram o disco como um marco para o ‘speed metal’, além de servir de influência para bandas de metal europeu, como o Primal Fear e Gamma Ray.[2]

Capa[editar | editar código-fonte]

O desenho e o conceito original da capa foi criada pelos próprios integrantes da banda que para realizá-lo tiveram que chamar novamente o artista Mark Wilkinson, criador da capa de Ram It Down. Em 16 de novembro de 2002 em uma entrevista online, Rob Halford afirmou que basearam-se no anjo de Sad Wings of Destiny e que a ideia surgiu durante as gravações e que se perguntaram como seria um anjo caído em versão futurista.[3]

A imagem consiste em um anjo de metal chamado The Painkiller montado em uma moto-dragão, cujas rodas são serras circulares. Wilkinson voltou a utilizar o logotipo usado em Ram It Down, na parte de trás ele usou a "cruz de Judas Priest", que foi criada precisamente na capa de Sad Wings of Destiny. [4]

Como nos discos, Screaming for Vengeance de 1982 e Defenders of the Faith de 1984, em sua contracapa se encontram algumas linhas a fim de contar uma breve história do personagem fictício

Cquote1.svg Tal como a humanidade se lançou nas profundezas do abismo do caos eterno. Os restos da civilização gritaram para a salvação. A renúncia veio através do céu em chamas... The Painkiller.[5] Cquote2.svg

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as músicas foram escritas por Rob Halford, K.K. Downing e Glenn Tipton, exceto "A Touch Of Evil", co-escrita por Chris Tsangarides.

N.º Título Duração
1. "Painkiller"   6:06
2. "Hell Patrol"   3:35
3. "All Guns Blazing"   3:56
4. "Leather Rebel"   3:34
5. "Metal Meltdown"   4:46
6. "Night Crawler"   5:44
7. "Between the Hammer & the Anvil"   4:47
8. "A Touch of Evil"   5:42
9. "Battle Hymn" (Instrumental) 0:56
10. "One Shot at Glory"   6:46
2001 Bonus tracks
N.º Título Duração
11. "Living Bad Dreams" (Gravado durante as sessões de 1990 do Painkiller) 5:20
12. "Leather Rebel" (Ao vivo no Foundation's Forum, Los Angeles, Califórnia; 13 de setembro de 1990) 3:38

Formação[editar | editar código-fonte]

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

Parada musical (1990) Posição
Australian Albums (ARIA)[6] 60
 Áustria (Ö3 Austria Top 40)[7] 22
 Alemanha (Media Control Charts)[8] 7
 Nova Zelândia (Recorded Music NZ)[9] 27
 Noruega (VG-lista)[10] 19
 Suécia (Sverigetopplistan)[11] 19
Suíça (Schweizer Hitparade)[12] 14
Reino Unido (UK Albums Chart)[13] 26
Estados Unidos (Billboard 200)[14] 26

Referências

  1. Os 20 anos de "Painkiller", do Judas Priest.
  2. Os 20 anos de "Painkiller", do Judas Priest.
  3. «Judas Priest Info Pages - Painkiller».Thexquorum.com
  4. «Carátula frontal de Judas Priest - Painkiller». Coveralia.com. 
  5. Líneas de la contraportada, disco compacto Painkiller, CBS Records 1990 (Cat. CK 46891)
  6. Ryan, Gavin. Australia's Music Charts 1988–2010. Mt. Martha, VIC, Australia: Moonlight Publishing, 2011.
  7. Judas Priest - Painkiller (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien. Página visitada em 23 March 2015.
  8. Judas Priest - Painkiller (em alemão). Charts.de. Media Control. Página visitada em 23 March 2015.
  9. Judas Priest – Painkiller (em inglês). Charts.org.nz. Hung Medien. Página visitada em 23 March 2015.
  10. Judas Priest – Painkiller (em norueguês). Norwegiancharts.com. Hung Medien. Página visitada em 23 March 2015.
  11. Judas Priest – Painkiller (em inglês). Swedishcharts.com. Hung Medien. Página visitada em 23 March 2015.
  12. Judas Priest – Painkiller (em inglês). Swisscharts.com. Hung Medien. Página visitada em 23 March 2015.
  13. Judas Priest | Artist | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company. Página visitada em 23 March 2015.
  14. Judas Priest Album & Song Chart History (em inglês). Billboard 200 para Judas Priest. Prometheus Global Media. Página visitada em 23 March 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Judas Priest é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.