Paisagem Cultural do Vale de Orkhon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pix.gif Paisagem Cultural do Vale de Orkhon *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Orchon-mongolei.JPG
Vale de Orkhon
País Mongólia
Critérios (ii)(iii)(iv)
Referência 1081
Coordenadas 47° 33' 24" N 102° 49' 53" E
Histórico de inscrição
Inscrição 2004  (28ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Rio Orkhon

A Paisagem Cultural do Vale de Orkhon (ou Orhon) estende-se pelas margens do rio Orkhon, na Mongólia Central, na província de Övörkhangay, a cerca de 360 km a oeste da capital Ulan Bator. Foi declarada como Património Mundial pela UNESCO por representar a evolução das tradições pastoris nómadas durante mais de dois milénios.

Sítios[editar | editar código-fonte]

Os principais sítios do vale são:

  • Memoriais turcos do princípio do século VIII dedicados a Bilge Kağan (Mojilian nos anais chineses) e ao seu irmão Kül Tigin (ou Kultegin), onde foram encontradas as inscrições de Orkhon, que são admitidos ser os mais impressionantes monumentos dos nómadas Goturcos. Foram escavados e decifrados por arqueólogos russos entre 1889 e 1893. As inscrições, escritas em alfabeto de Orkhon, são o mais antigo exemplo de escrita numa língua turca.[1] [2]
  • As ruínas de Khar Balgas, a capital do Império Uigure do século VIII, que cobre 50 km² e que contém ruínas do palácio, de lojas, templos, mosteiros, etc.
  • As ruínas da capital de Genghis Khan, Caracórum, que pode ter sido uma influência para a construção do famoso Palácio de Xanadu.
  • O Mosteiro de Erdene Zuu, o primeiro mosteiro budista estabelecido na Mongólia. Foi parcialmente destruído pelas autoridades comunistas em 1937-40.
  • O Mosteiro de Tuvkhun é outro espectacular mosteiro, que foi quase todo destruído pelos comunistas.
  • As ruínas do palácio mongol dos séculos XIII e XIV na Colina Doit, que se pensa ter sido a residência de Ögedei Khan.

Referências

  1. "Kultegin’s Memorial Complex, The". irq.kaznpu.kz (em inglês). Comité de Linguística do Ministério da Cultura e Informação do Cazaquistão. Arquivado desde o original em 12 de janeiro de 2011. Consult. 12 de janeiro de 2011. 
  2. "Bilge kagan’s Memorial Complex, The". irq.kaznpu.kz (em inglês). Comité de Linguística do Ministério da Cultura e Informação do Cazaquistão. Arquivado desde o original em 12 de janeiro de 2011. Consult. 12 de janeiro de 2011. 
Panorama do Vale de Orkhon.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Mongólia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.