Pata de Elefante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para a planta, veja Pata-de-elefante.
Pata de Elefante
Informação geral
Origem Porto Alegre/RS
País  Brasil
Gênero(s) Rock instrumental
Período em atividade 2002 a 2013 / 2016 - atualmente
Integrantes Daniel Mossmann
Gabriel Guedes
Gustavo Telles
Edu Meirelles
Página oficial www.patadeelefante.com

Pata de Elefante é uma banda brasileira de rock instrumental, formada em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

A banda foi formada em janeiro de 2002 com a proposta de fazer rock no Brasil sem nenhuma letra, apenas utilizando o instrumental.

Em dezembro de 2004, lançaram seu primeiro álbum , o homônimo Pata de Elefante, pela gravadora goiana Monstro Discos.[1] Desde então, a Pata de Elefante passou a se apresentar nos principais festivais de música independente do Brasil: Goiânia Noise Festival (2004, 2006 e 2007), Festival Calango (Cuiabá, 2005), Semana da Música de Cuiabá (2006), Feira da Música Independente de Brasília (2006), Grito Rock (Cuiabá, 2007), Gig Rock (Porto Alegre, 2006 e 2007) e Abril Pro Rock (Recife, 2008).[2]

Em 2007, foi lançado o segundo CD, intitulado Um Olho no Fósforo, Outro na Fagulha.

A banda teve a canção "Hey!" incluída em uma coletânea de bandas independentes brasileiras lançada em 2008 pela revista francesa Brazuca.[3]

Em 2009, ganhou o VMB 2009 na categoria Instrumental.

Em Março de 2013 , Gustavo Telles "Prego" oficializou através da rede social Facebook, o término da banda em seu perfil pessoal, bem como na fanpage da Pata de Elefante:"Pessoal, a Pata de Elefante acabou! Foram 11 anos de trajetória, 4 discos lançados (o último será lançado pela internet em abril), shows em diversos estados e músicas utilizadas em trilhas sonoras de filmes, entre tantas realizações. Agradecemos a todos que auxiliaram a Pata a desenvolver sua música e a todos que curtem! A música fica! E a vida segue! Forte Abraço a todos!"

Há especulações de que um desentendimento entre o baixista Gabriel Guedes e o baterista Gustavo Telles teria ocorrido, justificando a separação repentina do grupo. Porém absolutamente nada foi confirmado e quando questionados por algum fã acerca do fim, os integrantes diziam que a decisão era irrevogável. Mas, após cerca de dois anos de recesso, a banda retomou suas atividades em 2016,

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Músicos Convidados e Participações Especiais[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 2004 - Pata de Elefante - Monstro Discos
  • 2007 - Um Olho no Fósforo, Outro na Fagulha - Monstro Discos
  • 2010 - Na Cidade - Trama
  • 2014 - Julio Rizzo e Pata de Elefante

Bootlegs[editar | editar código-fonte]

  • 2014 - Bota de Perna Taguatinga [4]


Notas

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]