Pero Fernandes Sardinha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Fevereiro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pedro Fernandes Sardinha
Bispo da Igreja Católica
Bispo de São Salvador da Bahia de Todos os Santos
Monumento ao Bispo Sardinha

Título

1° Bispo no Brasil
Atividade Eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Salvador
Nomeação 25 de fevereiro de 1551
Entrada solene 22 de junho de 1552
Sucessor Dom Pedro Leitão
Mandato 1551 - 1556
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 7 de dezembro de 1469
Nomeação episcopal 25 de fevereiro de 1551
Ordenação episcopal 7 de fevereiro de 1552
por Dom Fernando de Menezes Coutinho e Vasconcellos
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Évora, Portugal
1496
Morte Capitania de Pernambuco, Brasil Colônia
1556 (60 anos)
Nacionalidade português
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Pedro Fernandes Sardinha, ou Pero Sardinha, (Évora, 1496Capitania de Pernambuco, 1556) foi um sacerdote português, primeiro bispo do Brasil.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Eleito bispo do Brasil, chegou à cidade do Salvador na Bahia no dia 25 de fevereiro de 1551, aos 55 anos. Sardinha foi ordenado bispo pelas mãos de Dom Fernando de Menezes Coutinho e Vasconcellos, tomando posse no dia 22 de junho de 1552. Renunciou à função no dia 2 de junho de 1556.

No dia 16 de julho[carece de fontes?] de 1556, foi capturado pelos índios caetés[Nota 1] na então Capitania de Pernambuco — em área que corresponde ao atual litoral sul de Alagoas —, e, mesmo indicando por acenos que era um grande prelado dos portugueses e um sacerdote consagrado a Deus, que se vingaria dos excessos cometidos contra ele, foi abatido com uma maça e devorado, junto de seus companheiros.[2]

Dom Pero Fernandes Sardinha foi sucedido na Sé Primacial do Brasil por Dom Pedro Leitão (1519-1573).

Em 1928, Oswald de Andrade utilizou-se do episódio para datar o Manifesto Antropofágico.

Notas e referências

Notas

  1. O texto da Companhia de Jesus não diz o nome da tribo indígena.

Referências

  1. «Igreja cobra taxa na região onde bispo Sardinha foi devorado». Folha de S.Paulo. Consultado em 6 de junho de 2018 
  2. a b Simão de Vasconcellos, Chronica da Companhia de Jesu de Estado do Brasil (1663), Livro II, 17, p.186 [google books]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Cidade do Salvador
Precedido por
Criação da Diocese
Brasão episcopal
Bispo de
cidade do Salvador da Bahia de Todos os Santos

1551 - 1556
Sucedido por
Pedro Leitão