Pero Viseu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Portugal Pêro Viseu 
  Freguesia  
Pêro Viseu está localizado em: Portugal Continental
Pêro Viseu
Localização de Pêro Viseu em Portugal
Coordenadas 40° 12' 24" N 7° 26' 40" O
País Portugal Portugal
Concelho FND1.png Fundão
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Pedro Miguel Louro Mesquita (G.C.E.)
Área
 - Total 19,2 km²
População (2011[1])
 - Total 728
    • Densidade 37,9 hab./km²
Gentílico Perovisense
Orago Sra da Consolação

Pêro Viseu (pré-AO 1990: Pêro Viseu)[2]' é uma freguesia portuguesa do concelho do Fundão, com 19,2 km² de área e 728 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 37,9 hab/km².

Localização e toponímia[editar | editar código-fonte]

Situada a 12Km do Fundão e a 16Km da Covilhã, na estrada que liga a Penamacor a aldeia de Pêro Viseu, tem uma origem que remonta a há vários séculos atrás. O seu nome, é presumivelmente uma referência a Pêro da Covilhã, também conhecido como Pêro de Viseu, que terá aqui vivido algum tempo antes de embarcar na sua viagem épica em busca das terras do lendário Preste João.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Pêro Viseu [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 115 1 362 1 459 1 560 1 650 1 866 1 667 1 943 2 004 1 711 1 099 954 950 831 728

Nos censos de 1864 a 1900 denominava-se Pêro Viseu e Vales

História[editar | editar código-fonte]

Acredita-se que a origem de Pêro Viseu remonte à Idade do Bronze Final (1200 a.C. a 800 a.C.) pelos vestígios de povoamento ao redor desta localidade, especialmente o Castro de Vale Feitoso. No entanto, a implantação da povoação é um tema onde a história se confunde com a lenda pois conta-se que o seu primitivo local seria o sítio da Arremacha ou de São Marcos, tendo os habitantes sido daí desalojados pour uma praga de formigas. A povoação terá então sido deslocada para o Cabeço da Malha. Certo é que no sítio indicado como o da origem de Pêro Viseu é frequente encontrarem-se restos de cerâmica de construção.

A zona de Pêro Viseu terá sido na época romana parte integrante de uma fronteira entre civitas (capitais de região administrativa), facto que é atestado pela exist|encia de um marco territorial encontrado numa casa desta localidade e actualmente depositado no Museu José Alves Monteiro, no Fundão. Dado curioso, embora a informação constante na inscrição deste "Término Augustal" não seja posta em causa, já a antiguidade do monumento é alvo de controvérsia, havendo quem sugira que se trata de uma cópia da original feita no século XVIII[4]

Seja como for, a sua descoberta identifica claramente a fronteira entre o território dos Igaeditani (cuja capital era a Civitas Igaeditanorum, actual Idanha-a-Velha) e dos Lancienses Oppidani (cuja capital uma hipótese mais recente situa em Centum Cellas e com território ocupando os actuais concelhos de Sabugal, Belmonte e Covilhã).

À volta desta povoação surgem de forma evidente marcas de civilizações antigas das quais as "tumbas dos Mouros" (sepulturas cavadas na rocha) e as calçadas romanas de S. Marcos e de Vale de Feitoso são testemunhos vivos.

Sobre a ribeira da Meimoa, ergue-se a Ponte que tradicionalmente é referida como "ponte romana" que, no entanto, é o resultado de trabalhos efectuados durante o século XVII. É provável que a actual ponte tenha substituindo a primitiva ponte romana que se encontraria no mesmo local ou nas imediações. A obra datará de 1680, tendo os trabalhos sido dirigidos pelo pedreiro Lourenço Fernandes, a quem foi concedido poder para arrecadar o dinheiro para custear a obra.[5][6]



Localização no Concelho de Fundão

Património[editar | editar código-fonte]

  • Igreja de Nossa Senhora da Consolação (matriz)
  • Capelas de S. Romão e do Divino Espírito Santo
  • Cruzeiro da Independência
  • Fonte de mergulho
  • Moinhos de água
  • Trecho de calçada romana
  • Sepulturas antropomórficas
  • Cabeço da Malha
  • Ponte Romana

Instituições[editar | editar código-fonte]

  • Junta de Freguesia de Pêro Viseu
  • Fábrica Paroquial da Igreja de Pêro Viseu

Associações[editar | editar código-fonte]

  • Banda Filarmónica Perovisense
  • Associação Desportiva Cultural e Recreativa Perovisense
  • Grupo de Atletismo de Pêro Viseu
  • Clube de Caça e Pesca de Pêro Viseu e Vales
  • Associação Cultural de S. Bartolomeu dos Vales
  • Grupo de Dança de Pêro Viseu
  • Academia de Taekwondo

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de Março de 2014.. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. Diário da República Eletrónico. «Nova grafia dos topónimos». Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Consultado em 26 de fevereiro de 2014. 
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  4. GUERRA, Amílcar (2007). «SOBRE O TERRITÓRIO E A SEDE DOS LANCIENSES (OPPIDANI E TRANSCVDANI) E OUTRAS QUESTÕES CONEXAS» (PDF). Universidade de Coimbra. Consultado em 11 de junho de 2018. 
  5. «Ponte Romana de Peroviseu». DGPC - Direcção Geral do Património Cultural. Consultado em 14 de junho de 2018. 
  6. «Ponte Romana de Pêro Viseu». DGPC - Direcção Geral do Património Cultural. 27 de julho de 2011. Consultado em 14 de junho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.