Piazza di Spagna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Piazza di Spagna vista do alto da escadaria. À frente, a via Condotti, uma das mais importantes ruas de compras de Roma.
Mesma vista no ano novo de 2010.

Piazza di Spagna, conhecida até o século XVII como Piazza di Francia, com sua famosa escadaria até a igreja Trinità dei Monti, é uma das praças mais famosas de Roma, Itália, localizada no rione Campo Marzio. Seu nome é uma referência ao Palazzo di Spagna, sede da embaixada do Reino da Espanha à Santa Sé.

A praça[editar | editar código-fonte]

No centro da praça está a famosa Fontana della Barcaccia, dos primeiros anos do barroco, esculpida por Pedro Bernini e seu filho, o célebre Gian Lorenzo Bernini.

Do lado direito da escadaria está a antiga casa do poeta inglês John Keats, que viveu e morreu no local em 1821, hoje um museu dedicado à sua memória e à de seu amigo Percy Bysshe Shelley, repleta de livros e lembranças do romantismo inglês. Do lado esquerdo, está o famoso Salão de Chá Babington's, fundado em 1893.

Ao lado da via Frattina está o Palazzo di Propaganda Fide, uma das propriedades da Santa Sé em Roma. Em frente à sua fachada, projetada por Bernini (mas realizada por Borromini), está a coluna mariana da Imaculada Conceição, inaugurada dois anos depois da proclamação do dogma (1856).

Escadaria[editar | editar código-fonte]

A monumental escadaria, com 135 degraus, foi inaugurada pelo papa Bento XIII por ocasião do Jubileu de 1725. A obra foi realizada graças ao financiamento dos franceses (1721-1725) para interligar a embaixada da Espanha Bourbon à igreja no alto do morro (Trinità dei Monti). Foi projetada por Alessandro Specchi e Francesco De Sanctis depois de gerações de acaloradas discussões sobre como a inclinação íngreme da encosta do Píncio devia ser urbanizada para ligar a praçã à igreja. A solução final foi a de Sanctis: uma grandiosa escadaria decorada por diversos terraços-jardins que, na primavera, estariam decoradas por flores. A suntuosa escadaria aristocrática, na extremidade de uma via que levava até o Tibre, foi desenhada de forma a aumentar seu efeito dramático com a proximidade. Típico da grande arquitetura barroca foi, na realidade, a criação de longas e profundas perspectivas que culminavam em cenas ou fundos de caráter monumental. A escadaria foi restaurada em 1995.

Monumentos e pontos de interesse[editar | editar código-fonte]

Ruas principais[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • AA. VV., Roma, Touring Club Italiano, Milano 1999, p. 41. (em italiano)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Piazza di Spagna