Piranguçu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Piranguçu
Vista parcial da cidade

Vista parcial da cidade
Bandeira desconhecida
Brasão de Piranguçu
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 1 de março
Fundação 1 de março de 1962
Gentílico piranguçuense
Prefeito(a) Alexandre Augusto Ramos[1] (PTB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Piranguçu
Localização de Piranguçu em Minas Gerais
Piranguçu está localizado em: Brasil
Piranguçu
Localização de Piranguçu no Brasil
22° 31' 40" S 45° 29' 42" O22° 31' 40" S 45° 29' 42" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008 [2]
Microrregião Itajubá IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Itajubá, Wenceslau Braz, Campos do Jordão (SP), São Bento do Sapucaí (SP), Brasópolis e Piranguinho
Distância até a capital 458 km
Características geográficas
Área 203,619 km² [3]
População 5 254 hab. Estimativa IBGE/2012[4]
Densidade 25,8 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,685 médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 33 165,009 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 6 267,01 IBGE/2008[6]
Página oficial

Piranguçu é um município da microrregião de Itajubá, no estado de Minas Gerais, no Brasil. Sua população estimada em 2012 era de 5 254 habitantes.[4] A área é de 203,619 km²[7] e a densidade demográfica é de 25,22 habitantes por quilômetro quadrado.

Seus municípios limítrofes são Itajubá a norte e nordeste, Wenceslau Braz a sudeste, Campos do Jordão e São Bento do Sapucaí (ambos em São Paulo) a sul, Brasópolis a oeste e Piranguinho a noroeste.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

Existem duas hipóteses etimológicas tradicionais para o nome do município, ambas baseadas no termo tupi antigo pirangusu, que significa "vermelho grande" (pirang, "vermelho" + usu, "grande"):

  • seria uma referência ao rio Piranguçu;
  • seria uma referência a uma pedra vermelha de grande tamanho que existe no município.[8]

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro povo conhecido a habitar o sul de Minas Gerais foi o povo puri, que viria a ser dizimado com o avanço da colonização de origem europeia na região ao longo dos séculos XVIII e XIX.[9]

Por volta de 1834, estabeleceu-se, na região do atual município, Felizardo Ribeiro Cardoso. Nas terras herdadas de seu pai, entre o ribeirão Piranguçu, o ribeirão das Anhumas e o vale São Bernardo, ele dedicou-se à criação de gado e a várias culturas agrícolas, entre elas o fumo, que era a principal cultura do sul de Minas na época. Tudo, movido por mão de obra escrava. Aos poucos, mais posseiros foram chegando na região. Em 1838, foi construída a capela de Santo Antônio, no alto de um morro. No sopé desse morro, viria a crescer a cidade de Piranguçu. Em 1870, Piranguçu foi elevado a distrito de paz. Em 1871, foi elevado a freguesia, separando-se da paróquia de Itajubá. Em 1920, foi instalada a energia elétrica na cidade, fornecida pela usina Luís Dias, no rio Lourenço Velho. Em 1923, o topônimo da cidade foi alterado de "Santo Antônio do Piranguçu" para simplesmente "Piranguçu". Em 1962, a cidade se emancipou de Itajubá.[10]

Pedra Vermelha, localizada na zona rural de Piranguçu.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Piranguçu

Referências

  1. «Eleições 2012». Consultado em 21 de janeiro de 2013. 
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  4. a b «Estimativas da população residente nos municípios brasileiros com data de referência em 1 de julho de 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 31 de agosto de 2012. Consultado em 20 de fevereiro de 2013. 
  5. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 15 de junho de 2015. 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  7. «Piranguçu». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 27 de junho de 2013.  Texto "Pirangu%E7u " ignorado (Ajuda)
  8. Núcleo de Estudos e Pesquisa Histórica. Disponível em https://nephismg.wordpress.com/2007/12/20/o-dito-e-o-escrito-na-historia-de-piranguinho-mg/. Acesso em 23 de novembro de 2016.
  9. Descubra Minas.com. Disponível em http://www.descubraminas.com.br/MinasGerais/Pagina.aspx?cod_pgi=1814. Acesso em 23 de novembro de 2016.
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em http://www.cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?codmun=315090. Acesso em 23 de novembro de 2016.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.