Playboy Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
PLAYBOY™ Portugal
Capa da primeira edição.
Frequência Mensal
Editora Black Rabbit (2015)
Media Page (2012-2013)
Frestacom (2009-2010)
Categoria Masculina
País  Portugal
Idioma Português
Primeira edição Abril de 2009
www.playboy.pt

A PLAYBOY™ Portugal é a versão portuguesa da revista americana Playboy, de periodicidade mensal. O primeiro número saiu em 2009 pela editora Frestacom, tendo sido suspensa no ano seguinte, após ensaio polêmico em homenagem a obra literária de José Saramago, "O Evangelho Segundo Jesus Cristo". Nas fotos, um modelo, representado a imagem de Jesus Cristo, posa junto a mulheres nuas.[1][2]

A publicação regressou às bancas em 2012, pela editora Media Page, com nova equipa e uma nova abordagem, a revista assumiu um posicionamento mais suave.[3]

Em 2015 a mais famosa revista masculina do mundo passa a ser publicada pela editora Black Rabbit, tendo a actriz Mafalda Teixeira como a sua primeira capa.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira edição da publicação em Portugal foi lançada em Abril de 2009 pela editora Frestacom. A modelo e cantora portuguesa Mónica Sofia foi foi a protagonista do ensaio da capa.[4]

Em Julho de 2010, a revista publicou um ensaio em homenagem a obra literária de José Saramago, que havia falecido no mês anterior. Baseado no livro "O Evangelho Segundo Jesus Cristo", o ensaio apresentava um modelo representado a imagem de Jesus Cristo, posando junto a mulheres nuas.[1] As fotos causaram uma grande polêmica e a Playboy Enterprise anunciou o fim da licença da filial portuguesa.[2] A última edição publicada pela editora Frestacom foi em Agosto, com a DJ Sexation.

Em fevereiro de 2012, foi anunciado o retorno da revista a Portugal, através da editora Media Page.[5][6] A re-estreia aconteceu em Maio, com a atriz Rita Pereira na capa. As fotos, porém, não tinham nudez.[7] Sob a direção de Marco António Reis, a revista foi composta com uma equipe totalmente nova, composta por profissionais que trabalhavam nas revistas GQ e da Maxmen.[6] A revista assumiu uma nova abordagem, com um posicionamento mais suave.[3]

Regressa em 2015, de novo com Marco António Reis na direcção, apostada em preencher de forma clara o vazio que o mercado apresentava, no universo de revistas masculinas. Apesar de uma primeira capa capa com a actriz Mafalda Teixeira, a verdade é que a nova editora Black Rabbit apresentou sempre uma aposta na oferta da girl next door para as suas capas, optando muito frequentemente em apostas temáticas em detrimento das celebridades.[8]

Capas[editar | editar código-fonte]

Frestacom[editar | editar código-fonte]

Media Page[editar | editar código-fonte]

  • Rita Pereira, Maio de 2012
  • 2ª Dânia Neto, Junho de 2012
  • Liliana Campos, Julho/Agosto de 2012
  • Joana Duarte, Setembro de 2012
  • 5ª Marta Pereira, Outubro de 2012
  • 6ª Raquel Henriques, Novembro de 2012
  • Raquel Jacob - Dezembro/Janeiro de 2012/2013
  • Dora (cantora) - Fevereiro de 2013
  • Joana Vieira - Março 2013
  • 10ª DJ Poppy -Abril 2013
  • 11ª Tamara Ecclestone - Maio 2013
  • 12ª Maria João Domingues - Junho 2013
  • 13ª Patrícia Lage - Julho/Agosto 2013

Black Rabbit[editar | editar código-fonte]

  • Mafalda Teixeira - Junho de 2015
  • 2ª TED & Doriana - Julho/Agosto 2015
  • 3ª Filipa Henriques - Setembro 2015
  • Paulo Futre - Outubro 2015
  • 5ª Joana Caldeira - Novembro 2015
  • 6ª Cristina Ferreira - Dezembro/Janeiro 2015/2016
  • 7ª Marta Noémi - Fevereiro 2016
  • 8ª Inês Jindrich - Março 2016
  • 9ª Raquel Loureiro - Abril/Maio 2016
  • 10ª Rita Egídio - Junho 2016
  • 11ª Ana Duarte - Julho 2016
  • 12ª Liliana Filipa - Agosto 2016
  • 13ª Andressa Pedry - Setembro 2016
  • 14ª Soraia Araújo - Outubro 2016
  • 15ª Raquel Henriques - Novembro/Dezembro 2016
  • 16ª Raquel Martins - Janeiro 2017
  • 17ª Gémeas Sandra e Natacha Matias Fevereiro 2017
  • 18ª Marie Brethenoux - Março 2017
  • 19ª Lilian Leite - Abril 2017
  • 20ª Erika Canella - Maio 2017
  • 21ª Arina Miller - Junho/Julho 2017

Referências

  1. a b «'Playboy' portuguesa homenageia Saramago com capa polêmica». Gazeta Online. Globo.com. 6 de julho de 2010 
  2. a b «"Playboy" portuguesa será fechada após publicar ensaio pornô com Jesus». Folha.com. 8 de julho de 2010 
  3. a b PEREIRA, Elsa (16 de fevereiro de 2012). «Nova Playboy não quer tratar mulheres como objecto sexual». MeiosePublicidade 
  4. «"Playboy" portuguesa à venda no sábado». Público. 26 de março de 2009 
  5. Sábado. Cofina Media. 15 de fevereiro de 2012 http://www.sabado.pt/Arquivo/%C3%9Altima-Hora/Sociedade/Playboy--Revista-regressa-a-Portugal.aspx  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  6. a b «A Playboy está de volta a Portugal». Diário de Notícias. 15 de fevereiro de 2012 
  7. COSTA, Raquel (3 de maio de 2012). «Rita Pereira despida... mas pouco». Diário de Notícias 
  8. Briefing (27 de abril de 2015). «Olha quem está de volta às bancas». Briefing 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma revista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.