Dora (cantora)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dora
Informação geral
Nome completo Dora Maria Reis Dias de Jesus
Nascimento 20 de maio de 1966 (49 anos)
Local de nascimento Lisboa
Portugal
Nacionalidade Portugal portuguesa
Género(s) Pop, balada
Ocupação(ões) Cantora

Dora Maria Reis Dias de Jesus (Lisboa, 20 de maio de 1966) é uma cantora portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Uma amiga da família incentivou-a a participar no concurso de apuramento da Cinderela portuguesa, não ganhou o concurso mas os responsáveis pela selecção das candidatas gostaram da concorrente e convidaram-na para defender o tema "Não Sejas Mau para Mim" no Festival RTP da Canção de 1986. O tema interpretado por Dora acabou por vencer e esta foi representar Portugal em Berga, na Noruega, onde ficou classificada em 14º lugar. A versão internacional da canção inclui os temas "You're Hurting Me" e "This Will Be The Last Time".[1] É então que em 1986 lança os temas "Easy/Seventeen" e "Our Love", e em Julho de 1987 é lançado o single "Já Dei".

Acaba por colaborar com os Onda Choc no tema "Ser Artista Não É Fácil", e é em Março de 1988 que ganha o 1º Prémio Nacional de Música, realizado no Casino Peninsular da Figueira da Foz, com o tema "Déjà Vu".[2] Este tema foi apurado para a final do Festival RTP da Canção desse ano, no entanto o tema escolhido para concorrer ao Festival da Eurovisão foi "Voltarei".[1]

Participa no musical "Enfim Sós", e é nessa peça que encontra o seu marido, Jorge Paiva. Chega a interromper as actuações na peça devido à lua de mel que decorreu no Brasil. Em Dezembro de 1988, Dulce Pontes substituiu Dora na peça "Enfim Sós".[1] Em 1990 participa no Festival da OTI, realizado em Las Vegas, com a canção "Quero Acordar".

Regresso[editar | editar código-fonte]

Foi viver para o Brasil tendo regressado em 2001.[3] Participou na banda sonora da novela "Lusitana Paixão" e depois actuou em vários espectáculos no Casino Estoril, tais como "Egoísta" e "Fruta Cores". Teve, em 2007, uma canção na banda sonora da novela Fascínios, da TVI. Mais recentemente (2012) participou no programa "A Tua Cara não Me É Estranha".[4]

Em 2013 foi a protagonista da edição de fevereiro da revista Playboy. No interior da publicação, a cantora mostra o seu lado mais ousado e surge em várias fotografias em nu integral.[5]

No início de 2014 trabalhou no McDonald's, tento saído devido à exposição mediática.[6]

Em 2014 tem três filhos, Simão, de 29 anos, Jorge, de 24, e Carolina, de 9.[7]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Não Sejas Mau para Mim (Single, Dacapo Records, 1986)
  • Easy/17 Seventeen (Single, CBS, 1986)
  • Our Love (Single, CBS, 1986)
  • Já Dei/Lies (Single, CBS, 1987)
  • Voltarei (Single, CBS, 1988)
  • Dejà Vu (Single, CBS, 1988)
  • Déjà Vu (LP, CBS, 1988)
Compilações
  • A Vida Inteira (Não Tem Fim)

Referências

  1. a b c Oliveira, Isabel (14 de julho de 2001). "Música Portuguesa — Anos 80: Dora". Expresso. 
  2. Costa, Nelson (22 de julho de 2012). "(VÍDEO) Dora encantou o Casino da Figueira da Foz". ESC Portugal. 
  3. "Dora fugiu para o Brasil por amor". Flash!Vidas. 12 de abril de 2012. 
  4. Henriques, Tiago (26 de março de 2012). "Dora é concorrente de “A Tua Cara Não me é Estranha 2”". A Televisão. 
  5. Henriques, Tiago (30 de janeiro de 2013). "Cantora Dora despe-se para a 'Playboy'". Diário de Notícias. 
  6. Bernardino, Carla (12 de março de 2014). "Dora deixou cadeia de "fast food" e quer voltar à TV". Jornal de Notícias. 
  7. "Dora: “Pelos meus filhos sou capaz de fazer tudo”". Correio da Manhã. 22 de fevereiro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]