Ana Malhoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ana Malhoa
Ana Malhoa em apresentação noturna na festa de São Pedro Gonçalves Telmo, no porto de Vila do Porto, nos Açores, em 2010.
Informação geral
Nome completo Ana Sofia Lopes Malhoa Moreira
Também conhecido(a) como
  • AM
  • La Bomba
  • Bomba Latina
  • La "Makina"
Nascimento 6 de agosto de 1979 (36 anos)
Origem Lisboa
País  Portugal
Gênero(s) Música Popular Portuguesa, Pop Latino, Pop Rock, Tropical Urbano
Ocupação(ões)
Cônjuge Jorge Moreira (desde 1998)
Instrumento(s)
Período em atividade 1985-Presente
Gravadora(s) Espacial (1985-presente)

Paradise Entertainment (2011-presente)

Página oficial www.anamalhoaoficialsite.com

Ana Sofia Lopes Malhoa Moreira[1] (Lisboa, 6 de agosto de 1979), conhecida como Ana Malhoa, é uma cantora, compositora e apresentadora portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ana Malhoa nasceu na freguesia de São Sebastião da Pedreira em Lisboa a 6 de agosto de 1979, filha do cantor José Malhoa e de Angelina Lopes. O pai era casado com Rosa Malhoa e Ana nasceu fruto de um caso extra-conjugal. A mãe biológica morreu três meses após dar o nascimento de Ana que apenas soube a verdade aos 12 anos depois de encontrar fotos de Angelina. Foi sempre criada por Rosa, falecida em 2012, aos 73 anos. [2] . Tem quatro meios-irmãos de mães diferentes e dois meios-irmãos de pai diferente.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Desde cedo manifestou o desejo de ser cantora como o pai. Em 1985, com apenas 5 anos, subiu pela primeira vez aos palcos acompanhando José Malhoa durante a digressão do single Obrigado Amor, Obrigado. Em 1986 participa no single Pai Amigo quer foi um grande sucesso. No ano seguinte lançaram Vem Dançar. Nos anos de 1988 e 1989 apresentou na RTP o programa O Grande Pagode.[3]

Com Nossa Lambada (1989), outro single lançado com o pai, atingiu o seu maior sucesso até essa altura. No mesmo ano apareceram no Natal dos Hospitais onde cantaram a canção.[4]

Em 1992 edita o single a solo I Am Happy com o tema "O Maior Amor Do Mundo" de Ana e José Malhoa no lado b.

Em 1994 é contratada pela SIC para apresentar o programa infantil Buéréré (1994-98). No programa participavam os mágicos Damião e Helena e os bonecos Boi-Re-Ré e Vaca-Re-Ré. Ao mesmo tempo apresenta Super Buéréré (1996-99) aos fins de semana onde eram apresentados desenhos animados, jogos e colaboração dos espetadores. Os discos do programa, gravados em conjunto com o Super Coral Infantil Buéréré, incluem sucessos como "Um dois três", "O amor é vida" e "P'ra cima, p'ra baixo".

Em 1998 anuncia o casamento com o empresário Jorge Moreira e no ano seguinte afasta-se da televisão para dar à luz a sua filha Índia. No mesmo ano é escolhida para embaixadora da UNICEF.

Em 2000 lança o seu primeiro álbum de estúdio a solo, com dois singles de sucesso nas rádios portuguesas e recebe o galardão de ouro.

Com Por Amor (2001), Eu (2003) e Eu Sou Latina (2004). Em 2002 apresenta o programa Domingo Fantástico na TVI.

Em 2005 é lançado o álbum Bué da Fixe: Só para Amiguinhos dedicado ao público infantil. No mesmo ano lança a mixtape Hot Reggaeton, sob o alter-ego de Lil' Queen, com temas como "Latigaso" e "Mueve y Perrea". Em 2006 é editada a compilação Êxitos (2006). Lança também a canção "Triumph Without Weapons" como parte da campanha de desarmamento voluntário em Portugal tendo como objetivo arrecadar fundos para a UNICEF.

Lança depois o discos Nada Me Pára (2007). Em 2008 lança Exótica com por 10 temas, onde mais uma vez fica comprovada a veia latina e aguerrida . Em 2009 é lançado o CD Sexy. Aparece na capa da revista Playboy Portugal sob o cachet de 150 mil euros, o mais alto até essa altura. Promove o disco na digressão "Pop City Music Live Tour" e após este período, muda-se por alguns meses para os Estados Unidos.

Em abril de 2011 lança o disco Caliente que inclui os tema Bomba Latina, "Carinha Bonita" e "A noite é locura". É lançado a edição "Danza Kuduro" do disco, "AM Caliente", que inclui temas gravados ao vivo, remisturas oficiais e uma versão de "Dança Kuduro", tema popularizado pelo luso-descendente Lucenzo, e interpretado por Ana Malhoa, no seu estilo único, tropical/urbano.

O álbum Azucar (2013) foi projectado para apresentar Ana Malhoa ao mercado hispânico mas sem grande sucesso. O disco inclui o single "Sube La Temperatura" e a regravação do tema “Sinto-me Sexy”, faixas que integram a banda sonora da novela “Destinos Cruzados” da TVI, na qual Ana participou em dois episódios.[5]

"Tá Turbinada" e "Encaixa Baby Encaixa" são mais dois grandes sucessos da cantora. Em 2015 edita o álbum Superlatina em formato digital. O álbum inclui um dueto com a filha India Malhoa. Em Outubro comemorou os seus 30 anos de música com um concerto inédito no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

Para 2016 está prevista a edição do disco Futura.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Ana Malhoa
Álbuns de estúdio
  • Amen / Eu Vou-Me Apaixonar (Single)
  • Calças Rasgadas (Compilação, Espacial, 1995)
  • Super Buéréré (Som Livre, 1996)
  • A Turma Big Buéréré ‎(Espacial/Som Livre, 1996)
  • Super Rock Buéréré ‎(CD, Megadiscos, 1998)
  • Ana Malhoa (2000)
  • Por Amor (2001)
  • Eu (2003)
  • Eu Sou Latina (CD, Farol, 2004)
  • Bué Da Fixe (CD, Espacial, 2005)
  • HOT Reggaeton by Lil Queen (CD, Espacial, 2005)
  • Nada Me Pára (CD, Espacial, 2007)
  • Exótica (CD, Espacial, 2008)
  • Sexy (2009)
  • Caliente (CD, Espacial, 2011)
  • Azucar (CD, Espacial/Paradise Entertainment, 2013)
  • Superlatina (CD, Espacial/Paradise Entertainment, 2015)
  • Futura (2016)
Discografia com José Malhoa
  • Pai Amigo/Dá-me A Tua Mão (Single, Discossete, 1986)
  • E Quem Pensou Em Mim? / Vem Daí Dançar (Single, Discossete, 1987)
  • A Nossa Lambada (Single, Discossete, 1989)
  • A Nossa Lambada (LP, Discossete, 1990)
  • O Maior Amor Do Mundo (LP, Espacial, 1992)
  • I Am Happy / O Maior Amor Do Mundo (Maxi, Espacial)
  • Dois Corações (LP, Espacial, 1993)


Digressões[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Digressões de Ana Malhoa

Referências