Plush

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Plush
 Estados Unidos
2013 •  cor •  99 min 
Direção Catherine Hardwicke
Produção Jason Blum
Catherine Hardwicke
Sherryl Clark
Roteiro Catherine Hardwicke
Gênero Suspense
Erótico
Música Nick Launay
Cinematografia Daniel Moder
Edição Julia Wong
Companhia(s) produtora(s) Blumhouse Productions
IM Global Octane
Idioma Inglês
Orçamento US$ 2 milhões
Receita US$ 3 080[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Plush é um filme independente de suspense erótico lançado em 2013.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Depois de perder seu companheiro de banda e irmão em uma overdose de drogas, subindo para estrela ser rock, Hayley encontra-se em um espiral descendente. O segundo álbum de sua banda Plush é recebido como um desastre de crítica e comercial. Ela encontra uma nova esperança e amizade no Enzo, o guitarrista substituto, que inspira a alcançar novas alturas criativas. Mas logo a sua colaboração cruza a linha sexual e Hayley, que é casada e tem dois filhos, recua os avanços com Enzo. Como Hayley descobre lentamente a história sombria e conturbada de Enzo, ela percebe que pode ter deixado um louco em sua casa e que seu erro pode custar a vida das pessoas mais próximas a ela.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Emily Browning ... Hayley
  • Xavier Samuel ... Enzo
  • Cam Gigandet ... Carter
  • Dawn Olivieri ... Annie
  • Thomas Dekker ... Jack
  • Frances Fisher ... Camila
  • Elizabeth Peña ... Dr. Lopez
  • Brandon Jay McLaren ... Butch Hopkins/Writer
  • Marlene Forte ... Dr. Ortiz
  • Bradley Metcalf, Jack Metcalf e Travis Metcalf ... Os gêmeos
  • Kennedy Waite ... Lila
  • Steve Asbury ... Donnie/Drummer
  • Marcus AK Andersson ... Diego/Bass Player
  • James Kyson ... Coat e o Fã
  • Indira G. Wilson ... Motorista da Limo
  • Caitlin Bray ... Irmã de Enzo

Recepção[editar | editar código-fonte]

Plush teve recepção geralmente desfavorável por parte da crítica especializada. Alcançou um índice de 33% no Rotten Tomatoes.[3]

Em avaliação positiva, do The Playlist, Drew Taylor disse: "O filme é sexy, de uma forma muito real, ocasionalmente chocante, e é interessante ver esse tipo de franqueza em um filme onde os personagens são todos tão jovens."

Em avaliações negativas, do The Dissolver, Jen Chaney disse: "Plush deixa de ser sintonizado: É todo uma superfície com substância zero, com tentativas flácidos de valor de choque."

RogerEbert.com, Christy Lemire: "Tudo isso deveria ter sido mais obscuro e engraçado, mais conscientemente exagerado, alguma coisa. Plush desajeitadamente tenta chocar e assustar-nos ao mesmo tempo, tentando provocar e divertir."[4]

Referências

  1. «Plush». Box Office Mojo (em inglês). Amazon. Consultado em 10 de maio de 2015 
  2. Alex (27 de maio de 2012). «Plush». Filmow. Consultado em 10 de maio de 2015 
  3. «Plush». Rotten Tomatoes (em inglês). Flixter. Consultado em 26 de maio de 2015 
  4. «Plush». Metacritic (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 26 de maio de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.