Prior do Crato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O título de Prior do Crato, atribuído ao superior da Ordem dos Hospitalários em Portugal, deve-se aos extensos domínios do Crato, doados por D. Sancho II à Ordem, em 1232.[1]

A Ordem teve, em Portugal, a sua primeira sede em Leça do Balio, chamando-se então o seu Chefe Prior de Leça, e só em 1340 se verificou a sua mudança para o Crato, cujo priorado se transformou em cabeça da Ordem, após a batalha do Salado.

Em 1789 os bens da Ordem passaram para a Casa do Infantado, a qual foi extinta em 1834[2].

Priores do Hospital em Portugal[editar | editar código-fonte]

Nota: esta lista encontra-se incompleta; à esquerda devem constar as datas de ascensão, que não foi possível apurar, pelo que as datas providenciadas são as de nascimento e óbito dos priores, na tentativa de estabelecer uma cronologia. Ver, por todos, A Cruz da Ordem de Malta nos Brasões Autárquicos Portugueses, da autoria de António Brandão de Pinho[3].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Câmara Municipal de Crato». Arquivo Distrital de Portalegre. Consultado em 20 de Novembro de 2013 
  2. PINHO, António Brandão de (2017). A Cruz da Ordem de Malta nos Brasões Autárquicos Portugueses. Lisboa: Chiado Editora. 47 páginas. Consultado em 27 de agosto de 2017 
  3. PINHO, António Brandão de (2017). A Cruz da Ordem de Malta nos Brasões Autárquicos Portugueses. Lisboa: Chiado Editora. 47 páginas. Consultado em 27 de agosto de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.