Pure Data

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Pure Data (ou simplesmente Pd) é um ambiente de programação gráfica para áudio e vídeo usado como ambiente de composição interativo e como estação de síntese e processamento de áudio em tempo real. Foi originalmente desenvolvido por Miller Puckette (IRCAM) e, por se tratar de um projeto de código aberto, conta com uma grande base de desenvolvedores trabalhando em extensões para o programa.

O Pd pode ser baixado em um pacote para um sistema operacional específico, um pacote com fontes, ou direto do CVS. O Pd é multiplataforma e, portanto, portável, inclusive para computadores de bolso.

Pd trabalha com, digamos, "dados puros". Essa é uma das diferenças entre ele e o Max/MSP, seu concorrente comercial. Por trabalhar assim, seu âmbito de realizações acaba sendo potencialmente muito maior que o do Max/MSP. Os comandos do Pd são muito próximos aos da linguagem de programação C, o que pode facilitar o seu aprendizado para quem já possui um conhecimento prévio dessa linguagem.

Pd foi criado para explorar idéias de como promover e permitir que dados possam ser tratados de maneira mais aberta, facilitando acesso e interligação entre aplicações de áudio, MIDI, gráficas e vídeo, dentre outras possibilidades.

Escrevendo objetos ("externals") ou módulos ("patches", "abstractions") consegue-se ampliar as funcionalidades do Pd. Os trabalhos de muitos desenvolvedores estão disponíveis como parte do pacote básico do Pd e a comunidade de desenvolvedores cresce muito rapidamente.

Desenvolvimentos recentes incluem projetos de sistemas para construção de ambientes de performances; bibliotecas de objetos para "physical modeling"; bibliotecas de objetos para geração e processamento de vídeo em tempo real, etc.

O Pd é muito usado para live-eletronics e síntese de áudio. Esses são alguns dos usos musicais, embora possa ser usado, inclusive, como assistente para composição, como o Open Music, ou, ainda, como interface gráfica para o SuperCollider.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]