Pylochelidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPylochelidae
Ocorrência: Predefinição:Fossil range
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Infraordem: Anomura
Superfamília: Paguroidea
Família: Pylochelidae
Bate, 1888 [1]
Género-tipo
Pylocheles A. Milne-Edwards, 1880
Géneros e espécies
Ver texto.
Sinónimos
Pomatochelidae T. R. R. Stebbing, 1914

Pylochelidae é uma família de caranguejos-eremita (Paguroidea) que se distinguem dos restantes membros da da infraordem Anomura por apresentarem simetria bilateral completa, estando ausente o crescimento assimétrico das quelas e dos apêndices que caracterizam aquele taxon.[2] O grupo tem distribuição natural alargada, ocorrendo em todos os oceanos com exceção do Ártico e do Antártico,[2] em profundidades entre os 100 m e os 2200 m.[3] Devido à sua natureza críptica e relativa escassez, apenas cerca de 60 espécimes tinham sido descritos antes de 1987, quando foi publicada uma monografia descrevendo outros 400 exemplares.[4]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Ao contrário de outros caranguejos-eremita, os membros da família Pylochelidae não apresentam morfologia corporal marcadamente assimétrica, caracterizando-se por um corpo em rectilíneo e igual número de apêndices em ambos os lados. Esta característica, juntamente com a calcificação parcial do abdómen, que é mole na maioria dos outros caranguejos-eremitas, levou Edward J. Miers, ao descrever a primeira espécie, a considerar o grupo como representativo de uma transição entre os Anomura e os Macrura, o grupo dos crustáceos decápodes de cauda longa, como as lagostas e camarões.[5] Outro aspecto diferenciador resulta da observação de que os membros da família Pylochelidade não costumam habitar conchas de gastrópodes, mas em vez disso abrigam-se em aberturas em pedaços apodrecidos de madeira, fendas em pedras e rochas, conchas tubulares de Scaphopoda (especialmente Dentaliidae),[6] colónias vivas de esponjas[3] pedaços de bambu ou manguezais.[6] As suas quelas (pinças) estão em muitos casos adaptadas para formar um opérculo que fecha a entrada para o abrigo do animal.[6]

Apesar da família ter distribuição global, a maior diversidade do grupo está concentrada no Indo-Pacífico,[5] com apenas quatro espécies conhecidas no Atlântico ocidental e Mar das Caraíbas (Cheiroplatea scutata, Pylocheles agassizii, Bathycheles cubensis e Mixtopagurus paradoxus). Os crustáceos da família Pylochelidae ocorrem a uma grande diversidade de profundidades, tendo sido assinalados desde os 100 aos 2200 m,[4] com a maioria das ocorrências entre os 200 e os 500 m de profundidade.[3]

Géneros[editar | editar código-fonte]

A família Pylochelidae contém 41 espécies repartidas por 10 géneros:[7][8]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Pylochelidae (TSN 97773) (em inglês) . Integrated Taxonomic Information System (www.itis.gov)
  2. a b P. McLaughlin, S. Ahyong & J. K. Lowry (2 de outubro de 2002). «Pylochelidae Bate, 1888». Anomura: Families. Australian Museum 
  3. a b c Jacques Forest (1987). «Ethology and Distribution of Pylochelidae (Crustacea Decapoda Coenobitoidea)». Bulletin of Marine Science. 41 (2): 309–321 
  4. a b Patsy A. McLaughlin & Rafael Lemaitre (2009). «A new classification for the Pylochelidae (Decapoda: Anomura: Paguroidea) and descriptions of new taxa» (PDF). Raffles Bulletin of Zoology. Suppl. 20: 159–231 
  5. a b Rafael Lemaitre, Patsy A. McLaughlin & Ulf Sorhannus (2009). «Phylogenetic relationships within the Pylochelidae (Decapoda: Anomura: Paguroidea): A cladistic analysis based on morphological characters» (PDF). Zootaxa. 2022: 1–14 
  6. a b c «Family PYLOCHELIDAE Bate, 1888». Australian Faunal Directory. Department of the Environment, Water, Heritage and the Arts. 9 de setembro de 2009 
  7. Patsy A. McLaughlin, Tomoyuki Komai, Rafael Lemaitre & Dwi Listyo Rahayu (2010). Martyn E. Y. Low and S. H. Tan, ed. «Annotated checklist of anomuran decapod crustaceans of the world (exclusive of the Kiwaoidea and families Chirostylidae and Galatheidae of the Galatheoidea)» (PDF). Zootaxa. Suppl. 23: 5–107  |capítulo= ignorado (ajuda)
  8. René H.B. Fraaije, Adiël A. Klompmaker & Pedro Artal (2012). «New species, genera and a family of hermit crabs (Crustacea, Anomura, Paguroidea) from a mid-Cretaceous reef of Navarra, northern Spain». Neues Jahrbuch für Geologie und Paläontologie. 263 (1): 85–92. doi:10.1127/0077-7749/2012/0213 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Pylochelidae
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pylochelidae